ad

Xuxa respira aliviada. A apresentadora conseguiu, na Justiça, manter fora de catálogo – ou seja, sem poder ser comercializado em DVD, por exemplo – o filme picante “Amor, Estranho Amor”, que a loira participou em 1982, nos tempos em que era modelo. A informação é da coluna “Gente Boa”, do jornal carioca “O Globo” de domingo (3).

O desembargador Claudio de Mello Tavares, da 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, negou um recurso da Cinearte Produções, distribuidora do longa-metragem, que pedia o direito de relançar o filme. A empresa alegou, na ação, que o “contrato de cessão dos direitos com a apresentadora terminou em 2009”.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ainda de acordo com a publicação, Xuxa paga, há 18 anos, R$ 10 mil mensais para a produtora não comercializar o filme.

Feliz com o desfecho, na noite de sexta-feira (1º), a apresentadora esteve num shopping da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, para comprar um presente para o novo namorado, o ator e cantor Junno Andrade. O relacionamento veio à tona na terça-feira (29). Neste dia, a loira o encheu de elogios. Sucesso nos anos 1980, ele já foi noivo de Miss Brasil e está na novela “Salve Jorge”, da TV Globo.

Fonte: O Globo