ad

PLANTAO-PGAgricultores brasiguaios que estão no Paraguai há cerca de 40 anos, vivem nesta quinta-feira (6), momentos de tensão, diante da possibilidade de serem desalojados de suas terras.

Um contingente policial formado por 300 policiais está de prontidão em Troncal 4/Nueva Esperanza, para cumprir uma suposta ordem judicial de despejo contra 30 famílias de produtores rurais.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Com medo de agressões e até de serem mortos, muitos colonos fugiram de suas casas e estão escondidos no mato.

As famílias que são alvo da operação residem há aproximadamente 40 anos na localidade de Marangatu, no Paraguai.

O despejo dos agricultores atenderia a grandes fazendeiros que estão interessados nas terras.

Os brasiguaios pedem ajuda das autoridades brasileiras, já que foram abandonados a própria sorte pelas autoridades do Paraguai.

Todas as famílias estão dispostas a conversar para resolver a questão, mas não encontram respaldo e atenção no Paraguai.

O clima é de tensão e desespero entre os produtores rurais de Marangatu, que a qualquer momento podem ser desalojados de suas casas pela polícia paraguaia.

Fonte: Educadora