Um homem de 42 anos e o filho de 16 anos, foram sequestrados e mantidos em cárcere privado por cerca de 6 horas e 30 minutos, na sexta-feira (1), em Umuarama.

O homem que é caminhoneiro, afirmou ter descarregado em Cascavel e através de um aplicativo, encontrou um novo frete em Umuarama para retornar à Santa Catarina, estado de origem, costume de praxe para não retornar com o veículo vazio.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Chegando no local onde seria realizado o suposto carregamento, em um barracão de portas vermelhas, com muros altos, foi recebido por um homem que lhe pediu para estacionar o veículo dentro do estabelecimento e pediu ainda para o caminhoneiro utilizar EPIs, e aguardar os procedimentos para o tal carregamento, segundo a vítima, até então procedimentos normais aos quais já estava acostumado.

A vítima não soube precisar o local exato, mas disse que parecia uma edícula com piscina (área de lazer), ele informou ainda que é próximo a entrada da cidade, nas imediações da Avenida Dr. Ângelo Moreira da Fonseca.

Ao deslocar para onde seria o escritório, fora abordado por três homens bem trajados, que anunciaram o que seria um sequestro, e diziam que precisavam do caminhão para fazer um serviço, obrigando o homem e seu filho a adentrarem em um Fiat Uno Way de cor prata, onde permaneceram o tempo todo. As vítimas não chegaram a ver nenhuma arma de fogo, apenas foram coagidos e impedidos de olhar ao redor, para não identificarem o local.

O sequestro se iniciou as 15h e as vítimas foram libertadas somente as 21h30, no Parque das nações, onde conseguiram acionar a Polícia Militar. Durante o sequestro, os criminosos obrigaram a vítima a realizar transferências bancárias, além de roubarem o celular do adolescente, um Motorola E40 de cor cinza.

Além de dinheiro, celular e documentos pessoais, os assaltantes fugiram levando a Scânia/R 440 de cor branca, placas EQA-5692 e o Reboque Randon SR CA de cor preta, placa IUE-5F80.

A PM realizou buscas, porém o veículo ainda não foi localizado. Qualquer informação a respeito deste crime deve ser repassado à Polícia Militar através do telefone 190 ou através do Disque Denúncia no 181.

Portal Guaíra com informações do Umuarama News