Foto: Imagem ilustrativa

[dropcap color=”#dd3333″]W[/dropcap]illian Paixão de Oliveira, 30, foi condenado pelo Tribunal do Júri de Umuarama a 13 anos de reclusão pelo assassinato de sua ex-companheira, Dayane Alves, 31. O crime aconteceu em 23 de março de 2014, quando o réu, desrespeitando medida protetiva que exigia seu afastamento da mulher, entrou na casa da vítima, matou-a com três tiros e levou o filho do casal, atualmente com 5 anos.

Em 2016, o homem havia sido condenado pelo mesmo crime, num primeiro julgamento que reconheceu o homicídio privilegiado (quando se alega violenta emoção), mas o Ministério Público conseguiu anular esse primeiro júri, para que fosse realizado o desta semana, que acabou com a condenação do réu por homicídio simples. A sessão estendeu-se até as 22 horas de segunda-feira (31).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Portal Guaíra com informações do OBemdito