ad

Em Umuarama, duas mortes foram registradas na tarde de terça-feira (19). Os dois óbitos são de irmãos gêmeos, que estavam internados em hospitais diferentes da cidade. Os irmãos faleceram em horários distintos, mas com um intervalo de tempo de apenas 3h25, pelo mesmo motivo: parada cardíaca.

Adão Natal de Lima e Natal Aparecido de Lima eram gêmeos univitelinos (derivados da mesma placenta). Eles nasceram em 25 de dezembro de 1965 e possuíam 53 anos. No nascimento, Natal foi o primeiro que saiu do útero da mãe, em Nova Esperança, e no dia 19 de março de 2019 também foi o primeiro a falecer.

Conforme o irmão dos gêmeos, Luís de Lima, os dois possuíam hipertrofia muscular e estavam com o coração inchado. Os irmãos também foram diagnosticados com diabetes, na mesma época.

No sábado (16), Adão foi o primeiro a dar entrada em um hospital de Umuarama. Dois dias depois, foi a vez de Natal. “Tudo indicava que o Adão morreria primeiro, mas ele foi reanimado e somente depois que Natal morreu, foi que o Adão veio a óbito também”, conta Luís.

Até então, os dois moravam juntos em Alto Piquiri, em um lar de idosos, o Recanto da Amizade. “Eles sempre viveram juntos e tinham um amor muito grande um pelo outro. O que um fazia o outro também realizava. Gostavam das mesmas coisas, tinham os mesmos hábitos”, lembra Luís.

Para o irmão dos gêmeos, o sofrimento da família é grande pela morte dos dois, mas, ao mesmo tempo, há um conforto em saber que eles não ficarão um sem o outro. “Eu acredito que a dor seria maior se somente um morresse, porque eles eram muito ligados. Nasceram juntos e morreram juntos. Creio que essa era a vontade de Deus”, finaliza.

Portal Guaíra com informações do OBemdito


CLINICA SALUTAR