– Seis presos fugiram da Cadeia Pública de Umuarama na tarde de ontem (1º). Após serrarem as grades do solário das celas, os detentos utilizaram uma corda feita com lençois, conhecida como tereza para escalar o muro lateral da 7ª Subdivisão Policial (7ª SDP), na avenida Rondônia, ganhando a liberdade. Uma pessoa que passava pelo local alertou os policiais e agentes de cadeia, que subiram no telhado e impediram uma fuga em massa.

FUGA-UMUARAMA

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Após o alerta, agentes da 5ª Cia Independente de Polícia Militar (5ª CIPM) e do GDE (Grupo de Diligências Especiais) da Polícia Civil foram acionados no local e entraram no presídio para uma contagem dos presos que não conseguiram fugir. Durante o procedimento, uma serra usada para abrir a grade e a corda artesanal feita pelos presos foram encontradas e apreendidas pelos policiais na Galeria A, onde haviam 110 presos.

FUGA-UMUARAMA2

Revistados, os detentos não esboçaram reação ao trabalho dos policiais. Os foragidos foram identificados como Flavio Aparecido da Cruz com passagem por tráfico de drogas, Tiago Mendonça (tráfico de drogas),Tharles Valim de Jesus (tráfico de drogas e furto), Valdinei Pereira do Nascimento, conhecido como Pirata (tráfico de drogas),Reginaldo da Silva Santos (furto) e Paulo Messias Fernandes, o Paulinho(assalto).

No momento da fuga, por determinação do Comando Geral da Polícia Militar, nenhum agente da 5ª CIPM fazia a guarda externa da cadeia. A medida foi adotada pela corporação no período diurno desde que a Secretaria de Justiça (SEJU), assumiu a carceragem da 7ª SDP.

FUGA-UMUARAMA3

Superlotação

Construída para abrigar 64 presos, a Cadeia Pública abrigava no momento da fuga 260 detentos, distribuídos em duas alas masculinas e uma feminina. Destes 220 eram do regime fechado e 30 do semiaberto.

Investigação

Desde o registro da fuga, policiais civis e militares de toda a região realizam diligências à procura dos presos foragidos do sistema carcerário. Qualquer informação sobre o paradeiro dos detentos pode ser repassada por meio de denúncias anônimas aos telefones 181 (Disque Denúncia), 197 (Polícia Civil) e 190 (Polícia Militar).

FUGA-UMUARAMA8

FUGA-UMUARAMA4

FUGA-UMUARAMA5

FUGA-UMUARAMA6

FUGA-UMUARAMA7

Fonte: Umuarama 24 horas