Dono do cinturão desde 2006, Anderson Silva estava invicto em sua carreira de sete anos no Ultimate, tendo feito dez defesas bem-sucedidas do título da categoria. Um revés do brasileiro criaria todo um cenário financeiramente favorável ao evento americano, além de movimentar uma categoria que tem visto poucas novidades desde que o Spider desembarcou no UFC.

anderson-silva

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

— Enquanto legados são ótimos para os negócios, um novo campeão injetaria alguma vida em uma categoria que está paralisada. Além disso, uma vitória de Weidman renderia uma imediata revanche, e elas são muito populares – completa o artigo, relembrando a situação vivida entre Silva e o eterno desafeto, Chael Sonnen, lutas que deram muito lucro.

Uma revanche, caso o brasileiro seja derrotado, colocaria o hoje campeão dos Médios de volta como desafiante ao título, algo que não acontece desde a primeira luta contra o americano Rich Franklin, em 2006, quando o “desconhecido” Silva chocou os fãs do Ultimate com uma vitória categórica sobre o filho pródigo de Cincinatti.

Veja a luta completa