ad

De acordo com os moradores de Ozyspyne, na Ucrânia, depois da explosão do voo MH17 da Malaysia Airline a região foi infestada por uma “chuva” de corpos dos seus passageiros, danificando estruturas e colocando em risco a população local.

A casa de Irina Tipunova teve as suas telhas atravessadas por um cadáver. “Houve um barulho alto e tudo começou a sacudir. Os objetos começaram a cair do céu e então eu ouvi um barulho. Ela caiu na cozinha, o telhado foi quebrado”, disse a aposentada enquanto mostrava o buraco feito pelo corpo no teto da cozinha.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Assustada com ocorrido, Irina conta que o corpo ainda estava lá porque os oficiais falaram para ela esperar que especialistas fossem buscá-lo. Próximo da casa da senhora de 65 anos, em um campo de trigo, outras dezenas de corpos foram encontrados.

O voo MH17 caiu na quinta-feira (17), matando todas as 298 pessoas a bordo. Entre vítimas estão muitas mulheres e crianças, além de cerca de 100 pesquisadores que estudavam o vírus da AIDS e se encontravam a caminho de uma grande conferência sobre o tema.

Malaysia-AIRLINES-VOO-UCRANIA-EXPLOSAO-CORPOS

Malaysia-AIRLINES-VOO-UCRANIA-EXPLOSAO-CORPOS2

Fonte: Extra