Depois de seis dias de prova, o Transparaná Troller 2013 chegou ao fim. Foram cerca de 1,6 mil quilômetros de Guaíra  cidade da região oeste do Paraná, até a praia de Caiobá, no litoral do estado, onde terminou a 19ª edição do considerado maior rally de regularidade da América, no início da tarde de sábado (26). A competição é promovida pelo Jeep Clube de Curitiba, com organização da Mundo Nav Eventos.

Último dia de Transparaná foi de Curitiba ao litoral do estado
Último dia de Transparaná foi de Curitiba ao litoral do estado

A disputa reuniu 53 duplas, 52 do Brasil e uma do Paraguai, que foram divididas em cinco categorias, sendo 11 na Master, a principal da competição, 17 na Graduados, 3 na Jeep e 11 na Junior, além de 11 inscritos na Adventure, uma categoria de turismo própria para iniciantes no esporte off-road. A dupla do Paraguai é da cidade de Hernandarias e os brasileiros representaram três estados do país: Paraná – 36 duplas, Santa Catarina – 11 e São Paulo – 5. Além disso, mais 14 duplas participaram do Transparaná 2013 disputando a categoria series, somente no trajeto Curitiba-Caiobá, sendo 7 delas na categoria Adventure.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------
Trajeto Curitiba-Caiobá foi disputado na manhã deste sábado (26)
Trajeto Curitiba-Caiobá foi disputado na manhã de sábado (26)

“Conseguimos cumprir o objetivo principal que era o de chegar a Caiobá. O Transparaná não existe. Disputar esta prova é pura emoção e só o fato de conseguir concluir a prova já é uma vitória”, disse o navegador Roberto Spessato, de Palotina/PR, na chegada a Caiobá. “Já disputei a Mitsubishi, a Troller, mas o Transparaná ainda é a melhor prova e temos que preservá-la”, disparou o piloto Hamilton Medeiros, de Curitiba/PR. “Além de ser uma escola de rally incrível, você conhece diversas cidades do Paraná e faz novas amizades. É tudo de bom”, opinou o navegador Bruno Borelli, de São Paulo/SP.

Sandro Suptitz e Lobinho, líderes da Junior, na chegada a Caiobá
Sandro Suptitz e Lobinho, líderes da Junior, na chegada a Caiobá

“Estamos em uma competição, mas entre amigos, e a amizade sempre prevalece. O rally pode ser resumido em uma palavra: adrenalina”, resumiu o navegador Gustavo Schimidt, de Florianópolis/SC. “Todo jipeiro tem o sonho de participar do Transparaná. Meus amigos falavam muito bem da prova e foi realmente fantástico. Adorei a parte técnica, estava perfeita, tive uma aula de rally”, contou o navegador Roni Temp, de Foz do Iguaçu/PR. “Vim de longe para disputar a prova, mas valeu a pena. É um rally maravilhoso, uma pós-graduação em pilotagem e navegação”, ponderou o piloto Paulo Dias Filho, de São Paulo/SP.

Marcos Osires e Marcos Vinícius, líderes da Jeep, em Caiobá
Marcos Osires e Marcos Vinícius, líderes da Jeep, em Caiobá

“Cheguei com toda energia. Se fosse para voltar hoje para Guaira e fazer a prova de novo eu voltaria. No ano que vem estarei aqui”, discursou, emocionado, o piloto Waldemiro Veiga, de 80 anos. “A prova deste ano está emocionante, bastante equilibrada. Muitas duplas podem ser campeãs como podem ficar de fora do pódio”, lembrou navegador Fábio Dutra, de Blumenau/SC. “Graças a Deus terminamos bem a prova. O rally foi excelente, com médias de velocidade justas e metragens exatas”, destacou o navegador Robson Osório, de Curitiba/PR.

Vinicius Polati e Marcos Evangelista chegaram ao litoral líderes na Graduados
Vinicius Polati e Marcos Evangelista chegaram ao litoral líderes na Graduados

“Levei 10 anos para concretizar o sonho de participar de um Transparaná, mas valeu a pena cada minuto, cada segundo”, ressaltou o navegador Paulo Marcilio, de São Paulo/SP. “É muito bom chegar aqui depois de uma semana puxada, sofrida, de muita concentração”, abreviou o piloto André Pinto, de Blumenau/SC. “Deu água na boca acompanhar a prova de longe. Quando a organização abriu a categoria series, não pensei duas vezes para disputar a última etapa”, contou o piloto Juba, de Curitiba/PR.

Alessandro Weirich e Jhonatan Ardigo chegaram a Caiobá lideres na Master
Alessandro Weirich e Jhonatan Ardigo chegaram a Caiobá lideres na Master

Os seis dias de prova foram divididos em 12 etapas, duas por dia, mais a disputa do Super Prime que já computou pontos para a classificação do rally. Os competidores tinham que buscar a melhor regularidade possível em um itinerário totalmente desconhecido. Recebiam planilhas que indicavam o caminho, através de referências, somente minutos antes de cada etapa. Para pontuar mais, não podiam errar o trajeto e nem passar acima ou abaixo das médias de velocidade estabelecias pela organização da prova. Tudo foi controlado por PCs – pontos de controle sigilosamente espalhados ao longo do percurso, em média 100 por etapa, 200 por dia.

Os três primeiros colocados na soma das duas etapas de cada dia receberam troféus de campeões dos respectivos trajetos, que neste ano foram de Guaira-Iporã-Umuarama (1º dia), Umuarama-Tapejara-Campo Mourão (2º dia), Campo Mourão-Quinta do Sol-Ivaiporã (3º dia), Ivaiporã-Pitanga-Prudentópolis (4º dia), Prudentópolis-Irati-Curitiba (5º dia) e Curitiba-Caiobá (6º dia). A somatória de pontos obtidos em todos os trajetos definirá os campeões do Transparaná 2013. O resultado será divulgado na noite deste sábado, durante a festa de encerramento que será realizada em um lounge montado na areia da praia de Caiobá.

“Será uma grande festa com open bar, open food, presença da maior pick-up com pneus big foot do Brasil, banda, entre outras atrações. Durante o evento, serão premiados os grandes campeões da 19ª edição do considerado maior rally de regularidade da América”, destacou Alex Kolling, diretor geral do Transparaná 2013. Serão premiados os 10 primeiros lugares em cada categoria mais os cinco primeiros colocados na classificação geral da competição.

O Transparaná Troller 2013 teve o patrocínio da Troller do Brasil e das empresas Ekron Industrial, Acassius Centro Gráfico, Dispauto Auto Peças, Mamute Off Road, Itaipu Binacional, Offshox Amortecedores Especiais, SindiCombustíveis-PR e Tendas Curitiba, além de apoio da Copava, Zens Bonés, Adega Curitibana, Queijos e Vinhos Delicatessen, Klein Bier, Barracão do Jeep, Los Paleteiros, Ouro Fino e das prefeituras de Guaíra, Matinhos, Campo Mourão, Ivaiporã, Pitanga, Prudentópolis, Umuarama e Curitiba.