Iniciou na quarta-feira (22) a investigação da queda do avião em Toledo, que deixou duas pessoas mortas no fim da tarde de quarta-feira.

A Polícia Civil esteve no local para fazer levantamentos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os peritos da Seripa desembarcaram no aeroporto de Toledo e agora fazem inspeção no local do acidente.

Dois profissionais trabalham colhendo dados para entender o que provocou a queda do avião de pequeno porte, modelo RV-7A. Com a queda o avião ficou bastante danificado, principalmente na cabine. Até mesmo o motor saiu da estrutura.

O local está totalmente isolado para que o trabalho seja realizado. Após o levantamento a equipe tem até 90 dias para concluir o inquérito e apontar o que pode ter causado a queda.

Estavam na aeronave experimental o empresário Ivan Rossoni de 58 anos e Luciane Guimarães Gasparin de 54. O avião fabricado em 2010, pertence à Ivan Cesar Rossoni, empresário de Toledo, conforme registro da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Avaliado em aproximadamente R$900 mil, o modelo é utilizado também para acrobacias.

Portal Guaíra com informações da Catve