Uma mulher foi mantida em cárcere privado e foi vítima de violência doméstica pelo companheiro na cidade de Toledo, nas últimas semanas.

A vítima alegou que não podia sair de casa, visto que câmeras monitoravam o imóvel. Havia, inclusive, uma relação de palavras que não poderiam ser ditas para que os castigos não fossem aplicados pelo agressor. Na casa havia grades em todas as janelas. A relação dos dois já existia há 13 anos. A mulher relatou a polícia que ele sempre foi agressivo, mas que tinha medo de denunciar.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

As informações da polícia são de que as autoridades tomaram ciência quando a vítima conseguiu fugir do agressor, que foi preso em flagrante. A denunciante é acompanhada por um coletivo de mulheres que presta apoio a vítimas da violência doméstica.

O fato motivou representantes do grupo que acompanha a vítima a irem à Prefeitura de Toledo para pedir a instalação de uma casa abrigo no município.

O desdobramentos do caso correm em segredo de justiça.

Portal Guaíra com informações da Catve