Toledo News

ad

A Polícia Civil do Paraná, por intermédio da 20ª Subdivisão Policial de Toledo esclareceu na quarta-feira (20), o crime de feminicídio ocorrido no último sábado, 16, em Toledo.

Na ocasião, Roseli Gonçalves da Silva, 38 anos, foi encontrada morta com sinais de violência, em uma estrada rural localizada na Linha Caça e Pesca, em Toledo.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Assim que tomaram conhecimento do crime, os investigadores da 20ª SDP iniciaram diligências para apurar as circunstâncias e a autoria deste crime, e na tarde de ontem, prenderam o suspeito de 42 anos, que era namorado da vítima. Contra ele havia mandado de prisão em vigor, expedido por um outro crime que respondia.

Quando confrontado com as provas produzidas na investigação, ele confessou a autoria do delito, alegando ter agido em razão motivos passionais e violenta emoção para assassinar sua companheira.

O acusado, que não teve o nome divulgado, permanece detido na Cadeia Pública de Toledo, a disposição da Justiça. O Delegado Chefe da 20ª SDP de Toledo, Antonio Donizete Botelho, já representou por sua Prisão Preventiva, em razão da prática de crime de feminicídio.

O Crime
Roseli Gonçalves da Silva de 39 anos foi encontrada morta no início da manhã de sábado (16) na estrada rual Adroaldo Bombardelli, em Toledo.

Corpo foi encontrado por moradores que passaram pelo local e avistaram a mulher caída às margens da estrada. Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu foram acionados, mas apenas constataram a morte da vítima.

A mulher apresentava sinais de asfixia e violência pelo corpo. A principal suspeita é que o autor do feminicídio utilizou a alça da bolsa vítima para enforcá-la.

Portal Guaíra com informações do Toledo News