ad

A Prefeitura Municipal de Toledo, vai abrir uma sindicância para investigar uma viagem feita por servidores de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Europa, realizada na sexta-feira (1º). No dia da ausência, os funcionários colocaram um cartaz informando que não haveria atendimento e orientaram os pacientes a remarcarem as consultas.

De acordo com a prefeitura, na sexta-feira, os 35 funcionários, entre eles médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem viajaram para Foz do Iguaçu, a passeio. Eles foram com um ônibus da prefeitura e que é usado pelos idosos que participam de atividades dos centros de revitalização da terceira idade.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Na tarde de terça-feira (5), o prefeito da cidade, Beto Lunitti (PMDB), afirmou, em entrevista à imprensa, que não sabia que a viagem estava programada para a sexta. Segundo ele, o passeio foi autorizado pela Diretora do Departamento de Atenção Básica, atendendo a pedido dos servidores. Contudo, a Secretaria Municipal de Saúde não foi avisada e, por isso, a viagem não poderia ser feita.. A “folga”, segundo Lunitti, foi dada aos servidores como forma confraternização.

Grupo viajou para Foz do Iguaçu (Foto: Márcio Pimentel/Divulgação/JornaldoOeste)
Grupo viajou para Foz do Iguaçu (Foto: Márcio Pimentel/Divulgação/JornaldoOeste)

Veja a nota da prefeitura na íntegra

A Administração vem a público se pronunciar oficialmente sobre o fato do fechamento da Unidade Básica de Saúde do Jardim Europa na última sexta-feira (01/11). As apurações preliminares apontam que houve uma falha administrativa no fechamento da UBS e também no uso de ônibus para transporte de servidores sem a comunicação prévia e acordada com a Secretaria Municipal de Saúde. A autorização para viagem, até onde foi possível apurar-se, foi concedida pela Diretora do Departamento de Atenção Básica, atendendo pedido dos servidores dirigido à Secretaria, porém não despachado por esta.

Diante disso, a administração vem a público para informar que está tomando as medidas cabíveis para apurar as devidas responsabilidades e também o ressarcimento aos cofres públicos. Para tanto, foi determinada a instauração de Sindicância que irá apurar os fatos e indicar as medidas a serem tomadas sem prejuízo do imediato desconto do dia não trabalhado.

Este fato é um ato isolado que não representa o conjunto das ações e da postura da Secretaria Municipal de Saúde, por isso a administração entende que é necessário apurar o fato com seriedade, mas com a devida cautela para evitar-se prejulgamentos, em respeito ao principio do contraditório e da ampla defesa que informam a Administração Pública em geral. O município reitera que não pactua com o ato e que as medidas necessárias serão adotadas para que fatos como estes não se repitam.

Fonte: G1