Uma postagem feita na tarde de hoje (1º) ganha repercussão nas redes sociais. O médico infectologista de Toledo, José Eduardo Mainart Panini, relatou que levou socos e chutes ao alertar pessoas próximas sobre a gravidade da pandemia do coronavírus.

Segundo escreveu, a agressão ocorreu na sexta-feira (26), após horas de reunião para determinar o que seria ou não fechado, baseado no decreto do Estado do Paraná. “Já deixo claro, que baseado nos números, não há mais nada a fazer, senão as coisas só piorarão”, diz.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O médico prossegue: “Ao alertar os riscos a pessoas conhecidas, a resposta que me foi dada foram chutes e socos, enquanto um me segurava o outro me agredia. Enfim, pessoas assim que ajudaram a situação chegar onde está”.

Apesar disso, Panini garante que não vem o desânimo. “Temos muita coisa boa, progresso, vacinas e tudo que vai fazer sairmos dessa pandemia. E aos trabalhadores da saúde muita força”, conclui.

A postagem foi feita no Instagram do médico.

As informações são do O Presente