Foto: Imagem Ilustrativa

Mulher vítima de violência doméstica precisou de atendimento médico no fim da tarde de segunda-feira (6), após o ex- companheiro persegui-lá e ameaçar de atear fogo em seu corpo.

Quando a Polícia Militar foi acionada, a vítima já estava recebendo atendimento médico na UPA (Unidade de Pronto-Atendimento).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em conversa, a mulher relatou que possui medida protetiva contra o ex-esposo, porém mesmo com a determinação judicial é constantemente perseguida e desenvolveu diversos problemas psicológicos, devido ao medo constante que sente.

Além disso, a vítima afirmou que no momento em que foi abordada pelo homem, ele estava armado e pronto para matá-la.

A Polícia Militar foi até a casa do acusado. No momento da abordagem, o homem que estava visivelmente embriago, segundo a equipe, se negou a se render. Foi necessário uso de força e também de algemas para conte-lo.

Ao ser encaminhado para 20ᵃ SDP (Subdivisão Policial), reclamou de dores pelo corpo e foi atendido por equipe médica. Posteriormente, levado a Cadeia Pública.

Portal Guaíra com informações da Catve