Na tarde de terça-feira (05), deu entrada ao hospital de São José das Palmeiras, uma criança nos braços de sua mãe.

A mulher pedia por socorro, todos os procedimentos possíveis de reanimação foram realizados, mas infelizmente a criança já se encontrava sem vida. A causa da morte ainda é incerta e a Polícia Civil de Santa Helena está investigando.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Informações obtidas no boletim de ocorrências, apontam que a vítima deu entrada ao hospital já em óbito. No dia 30 de junho o menor passou por uma cirurgia de retirada das amígdalas, a mãe disse ter sido orientada que, caso houvesse sangramentos pós-cirúrgicos, deveria imediatamente retornar para avaliação médica.

Na segunda-feira (04) de julho, a criança teve complicações, a mãe então acionou o SAMU, que encaminhou o menor para UPA de Toledo, onde foi avaliado e logo recebeu alta. A mãe contestou o plantonista pois seu filho ainda se encontrava bastante debilitado, mas ela e o criança retornaram para casa. A tarde o menor voltou a ter sangramentos.

Sozinha em casa, a mãe tentou contato com a unidade básica de saúde local por diversas vezes, porém sua ligação não foi atendida.

O dono da propriedade em que vivem a socorreu, encaminhando mãe e filho até o hospital São José, no entanto era tarde demais e a criança já estava morta

Em vídeo, o Delegado Geraldo Evangelista repassa detalhes sobre o caso.

Um inquérito foi instaurados para determinar a causa do óbito desta criança

A Prefeitura Municipal de Toledo emitiu uma nota sobre o caso, confira:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

No dia 06 de julho de 2022 foi registrado óbito da criança Y.A. de 6 anos de idade. Sobre o ocorrido, é importante esclarecer os seguintes pontos: A criança deu entrada na UPA Toledo no dia 04 de julho de 2022 às 15:38 horas trazida pelo SAMU. Y.A. foi amplamente assistido pela equipe, mantido em observação e realizado hidratação e medicações intravenosas. Não houve necessidade de internamento na ocasião, devido melhora clínica. Foi orientado retorno imediato se a criança apresentasse qualquer agravante no seu quadro de saúde.

Os profissionais que atenderam o paciente adotaram todas as medidas previstas nos protocolos clínicos para o caso. Diante do rigor com que a instituição conduz a assistência aos pacientes, qualquer acontecimento fora da normalidade sempre passa por avaliação criteriosa e a ocorrência deste óbito passará também por procedimentos internos de avaliação.

Diante disso informamos que os fatos estão sendo apurados e o óbito segue em investigação. Se constatada qualquer irregularidade, serão tomadas medidas de acordo com análise e o parecer da instituição. Temos o compromisso com total transparência e integridade em todas as nossas ações. Sobre o falecimento do paciente, externamos nossas condolências à família da criança, a Unidade lamenta a perda. Encontramo-nos à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários.

Atenciosamente, Direção UPA

Portal Guaíra com informações do Correio do Lago