Após mais de seis meses sem delegado na comarca, população de Terra Roxa comemorou a notícia da vinda do novo delegado que já está atuando com ações anticrimes no município.

Na semana passada o prefeito Ivan Reis recebeu no gabinete da prefeitura a visita do Dr. Richard Alain Lolli, que assume o cargo de delegado do município, acompanhado do comandante da Polícia Militar de Terra Roxa, 2º Sgt. Sidney Alegre e o 1º Tenente Anderson Luis Aparecido, comandante da Polícia Militar de Palotina.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

delegado

Durante a visita foi destacado ás ações que serão realizadas na prevenção e combate a crimes. O 1º Tenente Anderson Luis Aparecido, que comanda a Polícia Militar em Palotina e responsável pelo Pelotão de Terra Roxa, ressaltou a importância da vinda do delegado e enfatizou o trabalho conjunto a fim de colocar fim aos crimes na região.

Por se tratar de uma área de fronteira, o contrabando e descaminho de produtos, são os principais crimes decorrentes na região, de acordo com o 2º Sgt. Sidney Alegre, hoje a Polícia Militar vem atuando fortemente na identificação da rede de contrabando e apreensão de cigarros contrabandeados.

Embora os chamado “cigarreiros” não impliquem em um risco direto a população, é comum em meio aos cigarros, sejam transportados outros produtos ilícitos, como armas ou drogas. Neste último final de semana em tentativa de fuga de uma viatura da Polícia Militar, um veículo dirigido por “cigarreiros” passou na noite de domingo (7) por volta das 22h, em alta velocidade no centro da cidade, atravessando o estacionamento do canteiro central em frente a uma das lanchonetes de maior fluxo do local, a ação irresponsável dos bandidos, quase ocasionou um acidente entre veículo estacionados no local e cidadãos de bem que aproveitam o final de semana com os amigos.

A reinvindicação de delegado em Terra Roxa já vem de longa data, a expectativa agora dos moradores é de ter uma cidade mais segura onde todos possam viver com tranquilidade, sem o medo de sair de casa, devido aos sequestros registrados nos últimos tempos, algo que então só se ouvia falar nos grandes centros.

É importante que a população também colabore com a ação da Polícia Cívil e Miliar, denunciando e comunicando movimentação que achar fora do comum por meio do número de emergência 190.

Fonte: Assessoria