ad

Uma bola de fogo foi o assunto de quarta-feira (23) no Paraná. Um clarão no céu acompanhado de um estrondo em alguns lugares assustou moradores de sete cidades na noite dessa terça-feira (22).

Um raio? Um relâmpago na noite sem chuva? O que brilhou nos céus do Paraná? O clarão foi visto por moradores de quatro regiões do estado: Arapongas, no norte; Altônia, no noroeste; Palotina, Toledo, Cascavel e Guaíra, no oeste; e ainda em Pérola do Oeste, na região sudoeste do Paraná.

Para descobrir o que iluminou a noite de terça-feira (22), a equipe do Jornal Nacional foi a um planetário, onde se ensina sobre estrelas e planetas. E os astrônomos, que vivem de olho nos céus, não têm dúvidas: foi um meteoro. “Quando tem mais de um metro e massa, formam a chamada ‘bola de fogo’, os bólidos. Esse, não há dúvida nenhuma, foi um desses”, explica o astrônomo José Luís da Silva.

Quando um fragmento de matéria espacial entra na atmosfera da Terra, com o atrito do ar, ele se aquece e se torna luminoso. Os astrônomos chamam este fenômeno de meteoro. Se ele não se desintegrar e cair na Terra, é chamado de meteorito.

O professor José Luís mostra pequenos meteoritos que já encontrou. Mas ele acredita que o de terça-feira era grande – pelo menos um metro – por causa do brilho e pelo barulho.

“Nós estávamos jantando e daí escutamos um estrondo muito grande e parecia até um barulho de um estouro de caminhão, alguma coisa assim”, conta Talita Recalcati, que mora em Palotina.

O fenômeno acontece com frequência, mas muitas vezes é de dia, ninguém vê, e é rápido. Marinalva só queria registrar o vizinho de patins, e acabou flagrando o fenômeno. Foi sorte. E não tem gente que faz um pedido ao ver uma estrela cadente? Marinalva pediu a sorte grande: a Mega-Sena. Na quarta-feira (23), estava acumulada e assim continua. Ninguém acertou o prêmio do concurso 1744 que segue acumulado em R$ 30 milhões.

BOLA DE FOGO 2

BOLA DE FOGO 3

BOLA DE FOGO

Portal Guaíra com informações Jornal Nacional


ad