A versão infantil do reality show foi ao ar na noite de terça-feira 20
ad

A Band repudiou, em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, agressões verbais e comentários de conteúdo sexual direcionados a uma participante de 12 anos do MasterChef Júnior, que estreou na terça-feira no canal.

“A Band repudia e lamenta essas desagradáveis manifestações de extremo mau gosto. O foco do programa é o talento das crianças, e nem de longe, há qualquer provocação a esse tipo de estímulo. A emissora se manteve e se manterá à disposição para toda e qualquer assistência aos participantes”, diz o comunicado da emissora.

Uma das participantes virou alvo nas redes sociais durante a exibição do programa, sendo chamada – acredite se puder – de “safada” e “vagabunda”. “E a xxx (o nome foi omitido para preservar a criança) fazendo aqueles pratos no MasterChef? Vagabunda demais”, escreveu de forma covarde um usuário do Twitter. “Sobre essa xxx: se tiver consenso é pedofilia?”, escreveu um engraçadinho, igualmente covarde, na rede de microblogs.

Também no Twitter, a chef Paola Carosella, uma das juradas do programa, retuitou uma mensagem de uma usuária que parece fazer referência ao caso. “Muito triste com essa falta de humanidade. As crianças se ajudando… e os adultos… Meus Deus! Quanta barbárie!”

O MasterChef Júnior é um formato importado da Inglaterra. No Brasil, a Band reuniu crianças de 9 a 13 anos para o reality, que é comandado por Ana Paula Padrão e tem como jurados, além de Paola, os chefs Erick Jacquin e Henrique Fogaça, os mesmos da versão adulta do programa.

A versão infantil do reality show foi ao ar na noite de terça-feira 20

Portal Guaíra com informações da Veja


CLINICA SALUTAR