Quem assistiu ao jogo entre Costa Rica e Uruguai na Arena Castelão, em Fortaleza, teve possivelmente duas surpresas.

A primeira, e a mais importante delas, é o aparecimento de uma zebra na Copa do Mundo. A segunda, e não menos interessante, é o uniforme apertadíssimo da seleção Celeste.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A um primeiro olhar, o design das camisas do Uruguai poderia significar um certo desconforto, haja vista o calor de 30 graus Celsius da capital cearense durante a tarde do último sábado.

Mas não é isso o que diz a Puma, fabricante do uniforme.

O que deixa a camisa apertada, na realidade, é uma fita (chamada de ACTV) que comprime e propicia o estímulo de certos músculos durante a partida.

“A fita ACTV está estrategicamente colocada dentro da roupa para fornecer micro-massagens na pele, ajudando o corpo humano a maximizar sua performance e proporcionando aos jogadores um fornecimento de energia mais rápido e efetivo para ativar os músculos”, diz a Puma

Apesar da inovação, o uniforme não foi aparentemente capaz de auxiliar a seleção Celeste a derrubar a surpreendente Costa Rica, que venceu o jogo por 3 a 1.

Em um dos grupos da morte, o Uruguai enfrentará a Inglaterra na Arena Corinthians, em São Paulo, na próxima quinta-feira (19). Já a Costa Rica pega a Itália na sexta-feira (20), na Arena Pernambuco, em Recife.

UNIFORME-TECNOLOGICO-DO-URUGUAI

Fonte: Exame