Quem esperava ver as grandes marcas anunciarem smartphones poderosos na Mobile World Congress 2015, a feira de tecnologia móvel que terminou nessa semana em Barcelona, na Espanha, pode ter se decepcionado. Com exceção da sul-coreana Samsung, que apresentou o Galaxy S6, nenhuma marca anunciou um dispositivo que pudesse rivalizar com o iPhones 6. Muitas preferiram inovar seu catálogo apresentando relógios e pulseiras inteligentes, câmeras de ação (tipo GoPro), headsets de realidade virtual e aplicativos.

Entre as novidades, os smartwatches se apresentaram como principal tendência do setor móvel: LG, Samsung, Peeble, Alcatel e várias outras empresas apresentaram modelos. A grande atração, porém, veio de uma marca ainda sem experiência na área, a chinesa Huawei. O primeiro aparelho do gênero apresentado pela companhia, o Huawei Watch, chamou atenção pelo design que misturou tradição e luxo. É o primeiro gadget do gênero a usar cristal de safira e, de acordo com a fabricante, é sensível ao toque mesmo quando acionados com luvas ou mãos molhadas. (Confira detalhes na galeria abaixo)

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Outra área movimentada na feira foi a dos gadgets de realidade virtual. Sony e HTC apresentaram headsets imersivos para suas marcas e ganharam elogios do público, via redes sociais. Project Morpheus, da Sony, está em fase de desenvolvimento e deve chegar ao mercado em 2016; já o Vive, da HTC e da empresa de games Valve, está mais evoluído e chegará às lojas ainda neste ano.

Movimentação chinesa

As chinesas Xiaomi, Huawei e Lenovo apresentaram diversos produtos de baixo custo, como câmeras de ação e smartphones intermediários. A tendência foi seguida por outras companhias como Microsoft, que anunciou uma linha econômica da série Lumia, e Nokia, com um tablet que será vendido apenas na China. Ao que parece, o movimento do mercado no país asiático terá duas mãos neste ano: as companhias nacionais tentam se expandir no exterior enquanto as gigantes estrangeiras buscam entrar no território chinês.

Huawei Watch: parece de luxo, mas é inteligente Apontado como uma das principais surpresas da feira, o Huawei Watch chegará ao mercado com boa configuração e um design que remete aos tradicionais relógios de luxo. Segundo a apresentação da companhia, há 40 opções diferentes, com variações de cor, pulseiras e visor — analógico ou digital. Ele roda o sistema operacional do Google para wearables, o Android Wear, e chega com processador de 1,2 GHZ, 512 GB de RAM e 4 GB de memória de armazenamento. Também promete ser bastante resistente: a tela de 1,4 polegada AMOLED é à prova de riscos e, dizem os criadores, sensível ao toque mesmo quando acionada com luvas ou mãos molhadas. O preço não foi divulgado.
Vive: realidade virtual para games A fabricante taiwanesa HTC anunciou, em parceria com a produtora e distribuidora de games Valve, um headset de realidade virtual, o Vive. Com mais de 70 sensores espalhados por sua estrutura, o gadget serve como uma espécie de acessório audiovisual para jogos — e, quem sabe, para filmes. Ele é capaz de captar objetos e movimentos em 360 graus e transmite imagens tridimensionais e sons em alta definição. As aplicações da ferramenta, de acordo com a HTC, serão determinadas pelas empresas de entretenimento que quiserem adotá-la. Desenvolvedores poderão começar a configurar o headset para ser usado em seus produtos no próximo mês. O plano é que ele chegue ao mercado até o fim deste ano.
Vive: realidade virtual para games
A fabricante taiwanesa HTC anunciou, em parceria com a produtora e distribuidora de games Valve, um headset de realidade virtual, o Vive. Com mais de 70 sensores espalhados por sua estrutura, o gadget serve como uma espécie de acessório audiovisual para jogos — e, quem sabe, para filmes. Ele é capaz de captar objetos e movimentos em 360 graus e transmite imagens tridimensionais e sons em alta definição. As aplicações da ferramenta, de acordo com a HTC, serão determinadas pelas empresas de entretenimento que quiserem adotá-la. Desenvolvedores poderão começar a configurar o headset para ser usado em seus produtos no próximo mês. O plano é que ele chegue ao mercado até o fim deste ano.
Yi: GoPro econômica A Xiaomi reforçou a tradicional tática das companhias chinesas no setor tecnológico: oferecer um produto de qualidade similar por preço bastante inferior. O que surpreendeu foi o gadget escolhido para ser a estrela da empresa na feira: a Xiaomi Yi, uma câmera de ação que concorrerá com a líder do setor, a GoPro. O modelo anunciado é parecido com o mais simples e barato da rival americana, o Hero: grava em Full HD (1080p) e seus vídeos são captados a 60 quadros por segundo. As diferenças ficam por conta do espaço de armazenamento e o custo: a maquininha chinesa tem o dobro de espaço (64 GB contra 32 GB) e é vendida pela metade do preço (64 contra 130 dólares). Lançada em março na China, deve chegar aos mercados internacionais pelos sites de comércio eletrônico até o fim do ano, afirmou a empresa.
Yi: GoPro econômica
A Xiaomi reforçou a tradicional tática das companhias chinesas no setor tecnológico: oferecer um produto de qualidade similar por preço bastante inferior. O que surpreendeu foi o gadget escolhido para ser a estrela da empresa na feira: a Xiaomi Yi, uma câmera de ação que concorrerá com a líder do setor, a GoPro. O modelo anunciado é parecido com o mais simples e barato da rival americana, o Hero: grava em Full HD (1080p) e seus vídeos são captados a 60 quadros por segundo. As diferenças ficam por conta do espaço de armazenamento e o custo: a maquininha chinesa tem o dobro de espaço (64 GB contra 32 GB) e é vendida pela metade do preço (64 contra 130 dólares). Lançada em março na China, deve chegar aos mercados internacionais pelos sites de comércio eletrônico até o fim do ano, afirmou a empresa.
Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge: novos rivais para o iPhone 6 Dois dos lançamentos mais aguardados da feira, o Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge foram anunciados com configurações idênticas em seus interiores: processador Samsung Exynos de oito núcleos, uma câmera traseira de 16 megapixels e uma frontal de 5 megapixels, 3GB de RAM e recursos interessantes como a possibilidade de pagar contas via toque do smartphone em máquinas de débito ou crédito. A diferença fica na tela: o S6 Edge, pouco mais potente, tem uma curvatura nas bordas. Outra novidade é que os novos modelos deixaram para trás a traseira de plástico e ganharam uma estrutura de metal.
Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge: novos rivais para o iPhone 6
Dois dos lançamentos mais aguardados da feira, o Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge foram anunciados com configurações idênticas em seus interiores: processador Samsung Exynos de oito núcleos, uma câmera traseira de 16 megapixels e uma frontal de 5 megapixels, 3GB de RAM e recursos interessantes como a possibilidade de pagar contas via toque do smartphone em máquinas de débito ou crédito. A diferença fica na tela: o S6 Edge, pouco mais potente, tem uma curvatura nas bordas. Outra novidade é que os novos modelos deixaram para trás a traseira de plástico e ganharam uma estrutura de metal.
N1, iPad Mini com preço baixo Desde que vendeu sua divisão de celular para a Microsoft, a finlandesa Nokia não pode fabricar celulares. Nenhuma cláusula impede, porém, que a empresa comercialize tablets como o N1, uma espécie de iPad Mini com sistema operacional Android. Com espessura finíssima (6,9 mm), o gadget vem com processador Atom de 2,3 GHz, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. O destaque fica para o preço: apenas 250 dólares. Mas não se anime: por enquanto, o aparelho só é vendido na China e não tem previsão chegar a outros mercados.
N1, iPad Mini com preço baixo
Desde que vendeu sua divisão de celular para a Microsoft, a finlandesa Nokia não pode fabricar celulares. Nenhuma cláusula impede, porém, que a empresa comercialize tablets como o N1, uma espécie de iPad Mini com sistema operacional Android. Com espessura finíssima (6,9 mm), o gadget vem com processador Atom de 2,3 GHz, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. O destaque fica para o preço: apenas 250 dólares. Mas não se anime: por enquanto, o aparelho só é vendido na China e não tem previsão chegar a outros mercados.
Google operadora, Google carteira O Google não apresentou nenhum aparelho, mas confirmou que lançará em breve dois serviços no setor: uma operadora móvel, ainda sem nome, e a plataforma de pagamentos móveis Android Pay. A primeira iniciativa será uma espécie de experimento para mostrar que inovações podem ser feitas nos serviços de telefonia móvel. A empresa alugará redes de dados de operadoras americanas com capacidade ociosa para oferecer o serviço de internet móvel sob sua marca. “A intenção não será competir com os grandes”, falou o vice-presidente da empresa, Sundar Pichai, em coletiva. Já o segundo invento será como uma carteira digital via app: os usuários de aparelhos Android poderão realizar pagamentos pelo celular acessando um programa da empresa. É uma clara resposta a recursos similares da Apple e Samsung.
Google operadora, Google carteira
O Google não apresentou nenhum aparelho, mas confirmou que lançará em breve dois serviços no setor: uma operadora móvel, ainda sem nome, e a plataforma de pagamentos móveis Android Pay. A primeira iniciativa será uma espécie de experimento para mostrar que inovações podem ser feitas nos serviços de telefonia móvel. A empresa alugará redes de dados de operadoras americanas com capacidade ociosa para oferecer o serviço de internet móvel sob sua marca. “A intenção não será competir com os grandes”, falou o vice-presidente da empresa, Sundar Pichai, em coletiva. Já o segundo invento será como uma carteira digital via app: os usuários de aparelhos Android poderão realizar pagamentos pelo celular acessando um programa da empresa. É uma clara resposta a recursos similares da Apple e Samsung.
Lumias a baixo custo A Microsoft afirmou que não lançará nenhum produto top de linha até apresentar seu novo sistema operacional, o Windows 10, no segundo semestre de 2015. Na feira, decidiu apresentar dois smartphones intermediários da linha Lumia, o 640 e o 640 XL. Ambos possuem processador de Snapdragon de quatro núcleos rodando a 1.2 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB de espaço de armazenamento. As diferenças entre os dois estão no tamanho da tela e nas câmeras: o 640 XL tem visor de 5,7 polegadas e câmera traseira de 13 megapixels, enquanto o 640 possui tela de 5 polegadas e câmera de 8 megapixels. Os dois aparelhos rodam Windows 8.1 e terão upgrade gratuito para o 10.
Lumias a baixo custo
A Microsoft afirmou que não lançará nenhum produto top de linha até apresentar seu novo sistema operacional, o Windows 10, no segundo semestre de 2015. Na feira, decidiu apresentar dois smartphones intermediários da linha Lumia, o 640 e o 640 XL. Ambos possuem processador de Snapdragon de quatro núcleos rodando a 1.2 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB de espaço de armazenamento. As diferenças entre os dois estão no tamanho da tela e nas câmeras: o 640 XL tem visor de 5,7 polegadas e câmera traseira de 13 megapixels, enquanto o 640 possui tela de 5 polegadas e câmera de 8 megapixels. Os dois aparelhos rodam Windows 8.1 e terão upgrade gratuito para o 10.
GranitePhone: telefone brasileiro antiespionagem A brasileira Sikur, companhia parceira do Ministério da Defesa, anunciou o GranitePhone, smartphone com plataforma Android que criptografa informações na tecnologia de 2.048 bits e se apresenta como “antiespionagem”. Voltado para clientes governamentais, o aparelho faz ligações seguras via conexão à internet para qualquer aparelho que tenha o app da companhia. A configuração é superior à dos gadgets estrangeiros que se dispõem a fazer o mesmo: tem processador Snapdragon 800 de quatro núcleos rodando a 2,26 GHz, 2 GB de RAM, conectividade 4G e tela de 5 polegadas Full HD.
GranitePhone: telefone brasileiro antiespionagem
A brasileira Sikur, companhia parceira do Ministério da Defesa, anunciou o GranitePhone, smartphone com plataforma Android que criptografa informações na tecnologia de 2.048 bits e se apresenta como “antiespionagem”. Voltado para clientes governamentais, o aparelho faz ligações seguras via conexão à internet para qualquer aparelho que tenha o app da companhia. A configuração é superior à dos gadgets estrangeiros que se dispõem a fazer o mesmo: tem processador Snapdragon 800 de quatro núcleos rodando a 2,26 GHz, 2 GB de RAM, conectividade 4G e tela de 5 polegadas Full HD.

Portal Guaíra com informações da Veja