Publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, 47 anos
Jezi Lopes de Souza, de 63 anos, morto por esquartejamento
Jezi Lopes de Souza, de 63 anos, morto por esquartejamento

O zelador Jezi Lopes de Souza, de 63 anos, foi morto em um prédio da Casa Verde, Zona Norte de São Paulo, e colocado o corpo em uma mala. Na sequencia o principal suspeito pelo crime, o publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, 47 anos fugiu para Praia Grande, litoral de São Paulo onde esquartejou o corpo do zelador com um serrote encontrado na casa.

O corpo foi encontrado na segunda-feira (2), partes espalhadas pela casa, em sacos plásticos, outras partes teriam sido queimadas na churrasqueira e algumas, enterradas. Além disso, o homem teria jogado cal em pedaços dos restos mortais de Jezi, para evitar mau cheiro. De acordo com vizinhos, o publicitário parecia tranquilo, uma pessoa normal, já que foi visto fazendo um churrasco tranquilamente.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Eduardo e sua mulher, a advogada Ieda da Silva Martins, de 42 anos, tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça na noite de segunda. Eduardo confessou o crime e contou à polícia que matou o zelador por desavenças que tinha com ele. “Coisas banais, coisas de condomínio”.

Câmeras de segurança

Imagens de câmeras de segurança do condomínio, revelaram o momento em que o zelador deixou o elevador em um dos andares levando cartas que seriam entregues aos moradores. Depois disso, o circuito interno não mostrou mais o funcionário voltando ao elevador. Outras 15 câmeras do prédio também não registraram a passagem dele pelas escadas. Todos os equipamentos funcionam 24 horas e gravam quem entra e sai do imóvel. Ao todo, o edifício tem 22 andares. Só na frente do imóvel, há três câmeras, e em nenhum momento os equipamentos registraram o zelador deixando o local.

Já na tarde de sexta, as câmeras do imóvel gravaram o publicitário entrando no elevador arrastando uma mala escura e carregando um saco, ambos de grande porte, que demonstraram estar bem pesadas, levando-se em consideração a dificuldade, ao arrastá-las. Pelas imagens, a mulher dele o ajudou a colocar a bagagem e o saco no carro do casal. Os dois moradores saíram com o veículo e retornaram ao prédio.

Publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, 47 anos
Publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, 47 anos

Fonte: O Presente