A mãe de uma jovem de 18 anos registrou um boletim de ocorrência contra o ex-namorado da filha após ela ficar desaparecida por um dia e ser encontrada no sábado (21) com o nome dele tatuado no rosto. O jovem, de cerca de 20 anos, foi detido porque descumpriu uma medida protetiva ao ter contato com a ex-namorada. A Polícia Civil investiga o caso.

De acordo com Deborah Velloso, a filha tem histórico de um relacionamento instável com o jovem, contra quem tinha duas medidas protetivas, uma de 2021 e outra de 2022.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“Ontem ela saiu para ir para o curso e 22h ela ainda não tinha voltado. Fiz um boletim de ocorrência pelo site da polícia e hoje cedo fui até a rua dele e vi minha filha no carro com ele. Chegando em casa, quando entrei, me deparei com a tatuagem com o nome dele no rosto dela e ela tentando tampar com a maquiagem. Ela só repetia que iria trabalhar”, disse a mãe ao g1.

De acordo com o relato da mãe à polícia a jovem foi agredida quando se debatia para evitar ser imobilizada para evitar ser tatuada.

“Ela me disse que estava pedindo socorro quando ele estava amarrando ela. Ela me disse ‘mãe, ou eu parava de gritar e deixava ele fazer a tatuagem ou ele ia me matar lá dentro'”, disse.

O g1 tenta localizar a defesa do jovem, que deve passar por audiência de custódia neste domingo (22). O caso foi registrado no plantão policial e será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Taubaté a partir de segunda-feira (23).

Portal Guaíra com informações do G1