Drogas e armas eram transportadas na carreta com carga de milho (Foto: Murilo Rincon/G1)

Um motorista, de 41 anos, foi preso em flagrante por tráfico internacional de drogas e armas de fogo, após uma abordagem da Polícia Federal (PF) na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), por volta das 21h da última quarta-feira (20), em Presidente Epitácio.

Segundo a Polícia Federal, durante fiscalização de rotina, os agentes abordaram uma carreta, com placas de Mundo Novo/MS, carregada com 36 toneladas de milho, em um posto de combustíveis, às margens da rodovia, para averiguação. Em princípio, durante entrevista, o motorista negou que estivesse transportando algo de ilícito, porém, seu nervosismo aparente levantou suspeita.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Desconfiados, os policiais afirmaram que de qualquer maneira iriam apreender o veículo para que fosse feita uma vistoria minuciosa, no estilo “pente fino”, na manhã de quinta-feira (21), já que se tratava de um horário inadequado para averiguação.

Diante disso, o motorista acabou confessando que, por baixo da carga de milho, transportava aproximadamente 120 kg de drogas, entre crack e cocaína, divididos em vários tabletes, além de armamentos. Foram localizadas três pistolas: uma Taurus de calibre 380 e duas Glock de calibre 9mm. As duas últimas são de uso restrito e uma das Glock tinha um dispositivo para permitir o disparo de rajadas.

Em vistoria, na manhã de quinta-feira (21), já em Presidente Prudente, os policiais constataram que realmente o carregamento se tratava dos entorpecentes citados pelo motorista e que ele ainda transportava três armas de fogo.

O caminhão, os entorpecentes e as pistolas foram apreendidos. Já o motorista, foi preso em flagrante e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá, onde ficará à disposição da Justiça.

Drogas e armas eram transportadas na carreta com carga de milho (Foto: Murilo Rincon/G1)

pistola-4

pistola-5

pistolas-3

Portal Guaíra com informações do G1