Com público de 300 mil pessoas e volume de negócios de R$2,5 bilhões, a 32ª edição do Show Rural Coopavel, terminou no último dia 7 em Cascavel (PR) confirmando a força do agronegócio na economia brasileira. Os números positivos também foram sentidos pelo Sicredi, primeira instituição financeira cooperativa do Brasil, que durante a feira registrou mais de 760 propostas de financiamento protocoladas e um volume de negócios de R$ 188 milhões.

De acordo com o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ, Gilson Farias, a feira é uma oportunidade para estar ainda próximo do associado oferecendo as melhores soluções financeiras. “O Show Rural é o local onde o nosso associado está para buscar melhorias para sua propriedade e para a sua vida. Por isso sempre nos preparamos para o atendimento mais eficiente, apresentando novidades que melhoram o relacionamento”, afirma.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Esse ano o Sicredi implementou melhorias no atendimento das demandas de crédito, operando de maneira 100% online. Com o novo sistema, o pedido de financiamento era feito do estande ou mesmo da revenda de maquinário. O aplicativo era acessado pelo colaborador Sicredi que estava em contato direto com produtores rurais e vendedores de maquinário agrícola, veículos e demais tecnologias, agilizado a solicitação. “A cada ano procuramos trazer mais agilidade pensando sempre na experiência do nosso associado. Com o sistema online, todo o fluxo se torna mais rápido e fácil para o interessado no crédito, engrossando o volume de negócios da instituição”, explica Farias.

Impacto do cooperativismo
Os benefícios gerados pelo cooperativismo na economia brasileira foi tema do Encontro com Jornalistas realizado pelo Sicredi durante o Show Rural Coopavel. Durante o evento, o presidente nacional do Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock, repercutiu a recente pesquisa divulgada Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O estudo destacou que 1,4 mil municípios de todo o país, que passaram a contar com uma ou mais cooperativas, entre 1994 e 2017, registraram um impacto agregado de mais de R$ 48 bilhões em um ano.

No campo, o cooperativismo também atua diretamente no fomento ao produtor rural. O Sicredi é reconhecido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como agente financeiro com maior volume de operações de investimento contratadas no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), além de ser a segunda maior instituição financeira em liberação de crédito rural do país, segundo ranking “Maiores e Melhores” da revista Exame.

“O Sicredi atua baseado nos ideais e princípios dos fundadores do cooperativismo. Todo o trabalho é realizado para o desenvolvimento dos associados e das comunidades de maneira sustentável. Desta forma, investimos para o crescimento econômico e uma sociedade mais justa e colaborativa”, finaliza Dasenbrock.

Portal Guaíra via Assessoria