O governador Beto Richa autorizou na segunda-feira (10) a convocação de 2.631 candidatos aprovados em concurso público da Polícia Militar para a realização dos testes de aptidão física e entrega de exames. São 2.222 policiais 409 bombeiros. É a segunda chamada do concurso que está contratando 4.445 policiais militares e 819 bombeiros para atuar em todas as regiões do Paraná. Uma primeira turma de convocados, formada por 2.223 PMs e 210 bombeiros, já está fazendo o curso de formação e começa a trabalhar em junho. O concurso foi o mais concorrido da história da corporação, com mais de 120 mil inscritos.

O comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel César Kogut, afirmou que o edital de convocação dos candidatos será publicado no site da Faculdade Estadual de Educação em Ciências e Letras de Paranavaí (Fafipa), entidade de organizou o concurso, até o dia 12 de março. A proposta é que o processo seletivo físico termine até final de setembro para início do curso da formação.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“Estamos reestruturando as forças de segurança do nosso Estado, com investimentos em infraestrutura, tecnologia, mas principalmente com o reforço no efetivo”, disse Richa.

Em 2012, governo fez a maior contratação de policiais da história do Paraná, com a incorporação de 3.120 novos policiais militares, civis e bombeiros. O coronel César Kogut disse que o reforço do efetivo é fundamental para reestruturação na área de segurança pública. “Após essa nova fase, iniciaremos a formação para que, o mais breve possível, tenhamos um grande reforço policial em todas as regiões do Paraná”, afirmou Kogut.

Atualmente, o Paraná tem 21.213 policiais militares e bombeiros. “Saímos de um efetivo de 17 mil soldados. Um acréscimo real de quatro mil homens”, explicou o comandante da PM. A convocação dos candidatos foi acompanhada pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes. “É um reforço importante que ajudará o Paraná a combater à criminalidade e trazer segurança a população”, avaliou ele.

beto-richa-anuncia-convocacao-de-pms2

PARANÁ SEGURO

O governador lembrou que, além da contratação de mais policiais e bombeiros, foi instituído o pagamento de salário por subsídio que garante aos policiais paranaenses uma das melhores remunerações do País. A contratação de policiais faz parte do Programa Paraná Seguro. O programa também inclui a entrega de novas viaturas para reequipar as polícias, além da compra de armamentos, soluções de inteligência e instalação de novos batalhões, como o da Fronteira. O Governo instalou ainda as Unidades Paraná Seguro (UPS), estruturas de policiamento comunitário montadas em áreas com altos índices de criminalidade. São 14 bases em Curitiba, RMC, Londrina e Cascavel.

O Comandante Geral da PMPR, cel. Kogut, entrega ao governador o cronograma do concurso para contratação de 2.631, policiais militares. E/D: sub comandante da PMPR, cel. Péricle, deputado Mauro Moraes, governador Beto Richa e o Comandante Geral da PMPR, cel. Kogut.Curitiba (foto: Arnaldo Alves)
O Comandante Geral da PMPR, cel. Kogut, entrega ao governador o cronograma do concurso para contratação de 2.631, policiais militares. E/D: sub comandante da PMPR, cel. Péricle, deputado Mauro Moraes, governador Beto Richa e o Comandante Geral da PMPR, cel. Kogut.Curitiba (foto: Arnaldo Alves)

Fonte: Agência Estado