ad

A Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente iniciou os trabalhos de recuperação de estradas e carreadores rurais. Além dos serviços, a secretaria também está mapeando os principais problemas na zona rural, especialmente referentes às estradas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------
João Paulo Machado, secretario de Agricultura e Meio Ambiente
João Paulo Machado, secretario de Agricultura e Meio Ambiente
Celso Amaral, João Paulo e Beto da Salamanca
Celso Amaral, João Paulo e Beto da Salamanca

Segundo o secretário João Paulo Machado, a intenção é arrumar parte das estradas antes da colheita, que se aproxima. “Nós não teremos tempo hábil para readequar estradas, mesmo porque enfrentamos o problema de falta de recursos. Mas pelo menos os serviços paliativos nós nos esforçaremos por fazer nas estradas mais danificadas. Com o tempo, a expectativa é fazermos um bom trabalho de recuperação de nossas estradas”, afirmou.

Os abastecedouros comunitários também preocupam a administração. “A água é um elemento muito importante e precisamos fazer manutenção nos abastecedouros. Alguns deles estão desativados”, mencionou.

Abastecedouro comunitário

Salamanca

Algumas das piores estradas identificadas estão na comunidade rural de Salamanca. Ponto mais distante da sede urbana do município, a comunidade fica na divisa com o município de Mercedes.

A ligação pode inclusive ser realizada via balsa, que no momento está com o serviço interrompido por conta do baixo nível do Lago de Itaipu. “Precisamos melhorar a estrada que leva ao porto e também reinstalar a placa informativa com os horários da travessia. São trabalhos relativamente simples e que a prefeitura precisa fazer”, explicou o secretário, acompanhado do vereador Valberto Paixão da Silva, o Beto da Salamanca, que reside na comunidade.

porto que liga Salamanca a Mercedes. Na foto, Beto da Salamanca e João Paulo Machado
porto que liga Salamanca a Mercedes. Na foto, Beto da Salamanca e João Paulo Machado

A travessia, aliás, foi regularizada em 2005, no primeiro mandato do prefeito Fabian Vendruscolo, numa parceria com o então prefeito de Mercedes. “A travessia entre Salamanca e o Arroio Guaçu, em Mercedes, era antiga, mas estava ameaçada. Fizemos um trabalho de cooperação financeira entre as prefeituras para garantir a manutenção deste importante elo entre as duas cidades”, relembra Fabian.

Repercussão

A visita da equipe da prefeitura animou trabalhadores rurais, fazendeiros e o presidente da comunidade de Salamanca, Celso do Amaral. “Isso mostra comprometimento da equipe. Espero um grande trabalho desta gestão para a zona rural”, concluiu.

 

Fonte: Assessoria