A professora Soliane Luiza morreu ao cair do costão da Ponta do Vigia, em Penha, no Litoral Norte catarinense. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu no domingo (17), quando a mulher fazia fotos em uma pedra na Praia Grande.

A moradora de Navegantes tinha 28 anos e estava fazendo um passeio em um dos pontos turísticos do município. Após despencar da pedra, ela foi arrastada por uma onda.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Por volta das 16h30, pessoas que estavam no local chamaram os guarda-vidas civis, que acionaram o apoio do helicóptero Arcanjo 3, do Corpo de Bombeiros. O trabalho foi dificultado pela proximidade com o costão e as fortes rajadas de vento.

A vítima foi retirada da água com a utilização de um equipamento chamado sling (um tipo de cadeira com um cabo ligado à aeronave). Segundo os bombeiros, a mulher levada viva para a areia da praia, onde realizados procedimentos para recuperação.

Após ser constatado a volta dos batimentos cardíacos, a vítima foi conduzida de ambulância até um campo de futebol, onde o helicóptero aguardava para levar a professora até o Hospital Marieta Konder Borhausen, em Itajaí.

No entanto, de acordo com os bombeiros, ao chegar no local da decolagem a vítima piorou e sofreu uma parada cardiorrespiratória, sendo constatado a morte no local às 18h30.

Luto
Pelas redes sociais, uma unidade de ensino de Navegantes onde Soliane trabalhava lamentou a morte da professora.

“Sol era uma professora exemplar, dedicada, carinhosa e muito amada por todos. Por onde passava, encantava com sua alegria e iluminava com sua luz. Sol deixará um pedacinho dela aqui com cada uma de nós”, escreveu o Centro Educacional Paraíso Infantil Baby.

Portal Guaíra com informações do G1