Tropa de choque da PRF começou a agir em bloqueios no Oeste catarinense (Foto: PRF/Divulgação)

ad
Tropa de choque da PRF começou a agir em bloqueios no Oeste catarinense (Foto: PRF/Divulgação)
Tropa de choque da PRF começou a agir em bloqueios no Oeste catarinense (Foto: PRF/Divulgação)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) liberou por volta das 16h30 desta terça-feira (24) um trecho de interdição de caminhoneiros em Xanxerê, no Oeste catarinense. Os condutores que estavam no km 504,4 da BR-282 foram deslocados para o acostamento.

Esta foi a primeira ação de liberação da PRF nas rodovias do estado desde o início dos protestos pelo aumento do preço do combustível. Até as 19h30 desta terça, 33 trechos de rodovias estavam bloqueados no estado. Caminhoneiros iniciaram a mobilização na quarta-feira (18).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Conforme a PRF, em Xanxerê, foram deslocados policiais da tropa de choque para negociarem a desinterdição do local. Os policiais alegam que a liberação foi feita ‘à força, mas não houve confronto’.

De acordo com o Inspetor Ivo Silveira, a PRF não está interferindo no direito dos caminhoneiros de se manifestarem, “de forma ordenada e sem abusos”. Ele explica que o órgão busca garantir o direito de ir e vir dos demais motoristas.

Segundo o inspetor Luiz Graziano, chefe do núcleo de comunicação da PRF no estado, a tropa de choque montou uma barreira no local e ordenou que os caminhoneiros fossem ao acostamento, desobstruindo a pista.

“Os condutores pegaram as chaves dos seus caminhões e deslocaram para o acostamento. Quem quiser ficar, pode ficar, contanto que não fique sobre a pista”, alega Silveira.

A PRF alega que, se a superintendência achasse necessário, gás lacrimogênio poderia ser usado na dispersão dos manifestantes. Não está descartado este tipo de ação em outros trechos do estado.

Batalhão fez cerco aos caminhoneiros para desloca-los para o acostamento (Foto: PRF/Divulgação)
Batalhão fez cerco aos caminhoneiros para desloca-los para o acostamento (Foto: PRF/Divulgação)

Estratégia da tropa choque

De acordo com a PRF, a liberação de cada trecho será avaliada independentemente. Os policiais têm a orientação de solicitar a liberação de maneira pacífica, mas não deixam de lado a possibilidade de confronto.

Policiais rodoviários  da tropa de choque de outros estados da federação foram levados para Chapecó, no Oeste catarinense, no domingo (22). A PRF não confirma o número de oficiais envolvidos na estratégia de quebra de bloqueios.

Trechos bloqueados no estado

Segundo as polícias Militar Rodoviária e Rodoviária Federal, veículos de passeio, ônibus e caminhões com carga perecível passam normalmente pelos pontos onde há manifestação.

São abordados os caminhoneiros que levam carga seca. Não há previsão para o fim dos bloqueios, informou a PRF.

Confira os trechos bloqueados na lista abaixo
BR-101, km 57, em Araquari
BR-116, km 7, em Mafra
BR-116, km 54, em Papanduvas
BR-116, km 244, em Lages
BR-153, km 64, em Irani
BR-153, km 97, em Concórdia
BR-158, km 109, em Cunha Porã
BR-158, km 139, em Palmitos
BR-163, km 83, em Guaraciaba
BR-163, Km 88, em Guaraciaba
BR-163, km 101, em São José do Cedro
BR-163, km 105, em São José do Cedro
BR-163, km 111, em Guarujá do Sul
BR-163, km 123, em Dionísio Cerqueira
BR-280, km 123, em Rio Negrinho
BR-282, no km 335, com a BR-470 no km 316, em Campos Novos
BR-282, km 340, em Campos Novos
BR-282, km 433, em Irani
BR-282, km 571,3, em Nova Erechim
BR-282, km 605, em Maravilha
BR-282, km 645,6, em São Miguel do Oeste
BR-470, km 174, em Pouso Redondo
SC-135, km 139, em Tangará
SC -135, km 119, em Videira
SC -155, km 16,7, em Aberlardo Luz
SC-157, km 54, em Quilombo
SC-157, km 1, em São Lourenço Do Oeste
SC-160, km 0 ao 2, em Campo Erê
SC-163, km 58,315, em São Miguel Do Oeste
SC-386, km 0, em Iporã do Oeste
SC-480, km 50,5, em Domingos
SC-480, km 90,45, em Xanxerê
SC-480, km 95,7, em Xanxerê

Dezenas de caminhões estão parados em Xanxerê, no Oeste catarinense (Foto: PRF/Divulgação)
Dezenas de caminhões estão parados em Xanxerê, no Oeste catarinense (Foto: PRF/Divulgação)

Portal Guaíra com informações do G1