O homem que conduzia bêbado o carro que tombou dentro de uma vala na SC-445 em Morro da Fumaça, no Sul catarinense, foi preso em flagrante suspeito de homicídio culposo no trânsito e outros crimes, informou a Polícia Civil no domingo (20). Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ele é pai da bebê de 9 meses e do menino de 3 anos que morreram afogados.

Outra criança de 6 anos foi socorrida em estado grave de saúde, na tarde de sábado (19), ao lado dos irmãos. O g1 SC tentou contato com o Hospital São José, de Criciúma, para onde a vítima foi encaminhada, mas não teve retorno até a última atualização da matéria.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com a Polícia Civil, o homem foi autuado em flagrante por dois crimes de homicídio culposo no trânsito, qualificado pela embriaguez, com pena máxima de oito anos cada um deles. Também é investigado por lesão corporal culposa no trânsito, qualificado pela embriaguez e pela lesão corporal grave, referente à criança que sobreviveu.

Uma passageira adulta também estava no veículo, mas não se feriu.

Como as penas ultrapassam quatro anos, não houve fixação de fiança. O homem foi encaminhado ao Presídio Regional de Criciúma, onde ficará à disposição da Justiça.

Relembre
Uma bebê de 9 meses e um menino de 3 anos morreram afogados na tarde de sábado após o carro em que estavam tombar dentro de uma vala na SC-445 em Morro da Fumaça, no Sul catarinense. Outra criança, de 6 anos, foi socorrida em estado grave de saúde ao lado dos irmãos.

Segundo o sargento Bitencourt, da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o carro era dirigido pelo pai das crianças, que foi detido em flagrante por embriaguez e conduzido à delegacia em Criciúma, na mesma região.

Portal Guaíra com informações do G1