A estudante Sarah Araújo, de 19 anos, que morreu atropelada na Beira-Mar Norte, em Florianópolis, sonhava em ser jornalista.

Desde os 14 anos, segundo a amiga Luiza Cusato Vianna, ela guardava dinheiro para custear a faculdade e o intercâmbio que desejava fazer para Los Angeles durante os estudos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“Sempre muito independente, muito responsável. Sabia o que ia gastar, quais eram os limites. Entre nós, era a mais responsável. Era muito centrada”, conta a amiga, Maria Clara Sebben.

Sarah foi atropelada na noite de sexta-feira (2) e velada no dia seguinte, em em Capivari de Baixo, no Litoral Sul. O motorista, de 21 anos, fugiu do local sem prestar socorro. No dia seguinte, se apresentou na delegacia e foi liberado após depoimento, informou a Polícia Civil.

Ela estava no primeiro semestre do curso, iniciado em setembro na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Quem era a estudante
Natural de Florianópolis, a jovem morou parte de sua vida em Pescaria Brava, no Litoral Sul. Após passar no vestibular, voltou à cidade natal, onde morava em uma república próximo à universidade.

Colega de faculdade, Brenda Gabriela Kuhn Gasparetto conta que, entre o grupo de amigas, Sarah era a mais focada e quem puxava o grupo para as atividades. “Ela levava as coisas pra frente”, diz.

Além disso, contam as amigas, ela era uma pessoa “muito honesta, positiva, e cheia de vontade de viver”.

Atropelamento
Segundo relatório da Polícia Militar, a jovem não teria respeitado o semáforo para pedestres, que estava vermelho. O acidente ocorreu por volta das 20h50.

A Polícia Militar informou que o carro foi encontrado abandonado, minutos depois da ocorrência, no Morro Nova Trento, bairro Agronômica.

O atropelamento foi registrado por câmeras de videomonitoramento e as imagens foram entregues à investigação.

Nota da UFSC
“A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) comunica, com pesar, o falecimento da aluna Sarah Araujo de Sousa, do curso de Jornalismo. A estudante faleceu na noite de sexta-feira, 2 de dezembro, vítima de um atropelamento na Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, aos 19 anos.

Aluna dedicada, Sarah ingressou na UFSC no início deste semestre, colegas e professores ressaltaram a sua intensa participação no curso e interesse. Ainda caloura, ela já se envolvia em diversos projetos do curso de Jornalismo como a Rádio Ponto e o TJUFSC.

Portal Guaíra com informações do G1