Novamente uma pessoa próxima e de confiança da família vitimou duas crianças com o crime de estupro, em Dionísio Cerqueira, no extremo-oeste do Estado. O homem, que foi preso em flagrante em agosto deste ano, foi condenado a 23 anos, oito meses e 24 dias de reclusão, em regime fechado, além de um mês e 10 dias de detenção. O agressor ainda terá que pagar R$ 40 mil como indenização às vítimas. Ele teve negado o direito de recorrer em liberdade. A sentença é da juíza Andreia Cortez Guimarães Parreira.

De acordo com a denúncia, o acusado era amigo dos familiares das meninas, com seis e oito anos de idade, e se aproveitou do tempo que foi acolhido na casa. Uma das vítimas sofreu os abusos durante a madrugada e foi ameaçada caso contasse para alguém. Ela relatou a ocorrência do crime por três vezes. Em outra ocasião, a outra foi abusada enquanto a tia tomava banho. A primeira vítima presenciou e chamou a mãe que acionou a polícia. O processo tramita em segredo de justiça.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Portal Guaíra com informações do TJSC