(Foto: Mauricio Vieira/Secom/Divulgação)

A chuva persiste em Santa Catarina na quarta-feira (4) e 10 mil pessoas já foram afetadas, segundo a Defesa Civil. Estragos foram registrados em 26 cidades. Os municípios de Tubarão, Forquilhinha, São Ludgero Orleans, no Sul do estado, e Anitápolis, na Grande Florianópolis, decretaram situação de emergência.

Duas pessoas morreram na terça-feira (3), segundo informações da Defesa Civil. As vítimas eram dois homens encontrados em um carro dentro de um rio em São Joaquim, na Serra. Desde segunda (2) chove em Santa Catarina.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em muitas cidades, o acúmulo de chuva nesses três dias já ultrapassou a média do mês de maio, que é de 90 milímetros, de acordo com a Epagri/Ciram, que monitora as condições meteorológicas no estado.

Entre os estragos relatados, estão alagamentos, deslizamentos de terra e quedas de muros e árvores sobre ruas.

O Corpo de Bombeiros Militar atendeu a mais de 200 ocorrências relacionadas às chuvas. As equipes com mais registros são as de Tubarão e de Rio do Sul, no Vale do Itajaí.

Segundo a Secretaria de Estado da Educação, 154 escolas estaduais estavam com as aulas suspensas nesta quarta e o retorno deve ocorrer dependendo da situação de cada região.

Situação das chuvas no estado
Vale do Itajaí

Blumenau está em condição de enchente e abriu o primeiro abrigo na cidade. A água do Rio Itajaí-Açu já transbordou em algumas partes mais baixas da cidade, mas, até 16h20, havia apenas alagamentos pontuais.

A Defesa Civil determinou o fechamento das comportas da barragem de Ituporanga para represar a água que desce pelo Rio Itajaí-Açu.

A cidade de Rio do Sul já tem pontos de transbordamento e a recomendação é que os moradores das ruas que costumam ser atingidas pelas águas do rio considerem retirar os pertences de casa e procurem abrigos. A rede municipal de ensino suspendeu as aulas na tarde desta quarta.

O nível do Rio Itajaí-Mirim, em Brusque, é considerado crítico e a Defesa Civil municipal alerta para extravasamento sobre a Avenida Beira-rio.

Também foram registrados estragos em Presidente Getúlio. Segundo boletim das 17h35 desta quarta, feito pelos bombeiros voluntários da cidade, houve deslizamento de terra no Bairro Revólver. Os socorristas também resgataram uma família dentro de um carro na Estrada Geral Mirador e outra dentro de casa, no Centro.

Sul

Um vídeo feito na manhã desta quarta flagrou o momento em que um morador usou um caiaque para percorrer uma rua alagada por conta da chuva. O caso aconteceu em Tubarão. Na região, o mau tempo deixou rodovias interditadas e aulas suspensas. A cidade decretou situação de emergência.

Segundo a prefeitura, às 16h desta quarta havia 93 pessoas em quatro abrigos na cidade: na catedral, na Igreja Verdade que Liberta, Igreja do Bairro Morrotes e Igreja Pentecostal do Bairro Recife.

Na terça, quatro crianças e duas professoras foram resgatadas de uma creche em Braço do Norte, no Sul catarinense, após a rua ficar alagada. Em Pedras Grandes, uma ponte precisou ser interditada após o rio transbordar.

Serra

Em Lages, o rio Carahá transbordou em alguns bairros. Famílias destas localidades são levadas para abrigos.

José Vieira Lima, de 60 anos, e Nilson da Silva Lima, de 40 anos, foram encontrados mortos pelo Corpo de Bombeiros Militar em São Joaquim dentro de um rio na tarde de terça-feira (3). As vítimas estavam no interior do município, na localidade conhecida como São Paulo Velho.

O carro estava com as rodas viradas para cima. Segundo a funerária da cidade, José Vieira será enterrado às 15h30 desta quarta no Cemitério municipal. Já Nilson da Silva, às 16h30, na comunidade de Boava.

Portal Guaíra com informações do G1 SC