Um novo estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) concluiu que o sono de boa qualidade é o principal fator capaz de garantir a saúde mental e bem-estar de jovens adultos. A pandemia de Covid-19 contribuiu para o agravamento dos distúrbios do sono, problema que acomete cerca de 45% da população mundial.

Na pesquisa, realizada na Nova Zelândia com mais de 1.000 jovens entre 18 e 25 anos, voluntários que afirmaram ter um boa noite de sono apresentaram menos que a metade de sentimentos negativos e depressivos do que quem declarou ter um sono de baixa qualidade. Outros estudos também concluíram que dormir mal pode causar ou agravar doenças como hipertensão, diabetes e obesidade.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Segundo o médico Arnaldo Lichtenstein, é importante procurar dormir e acordar diariamente em horários similares, além de proporcionar um ambiente tranquilo para relaxar. “Antes de ir para a cama dormir, você tem que fazer como a sua vovó falava: ‘sossegar o facho'”, explica. Distrações como celulares e tablets , além de substâncias estimulantes como a cafeína também devem ser evitadas. “[O quarto] tem que ser silencioso, escuro e arejado”, aconselha.

O número de horas necessárias para uma boa noite de sono varia de pessoa pra pessoa: basta ir dormir sem despertador e levantar quando se sentir descansado. Fazer exercícios físicos regulares durante o dia e ter uma alimentação saudável também podem ajudar.

Portal Guaíra com informações da TV Cultura