Com 99 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), somente 23 estão disponíveis na macrorregião Oeste neste sábado (20). O setor compreende unidades hospitalares em Cascavel, Toledo, Assis Chateaubriand, Foz do Iguaçu, Pato Branco, Francisco Beltrão e Palmas.

Somente o Hospital Pelizzari, em Palmas, que possui três leitos, segue sem nenhum internamento. Já as demais, com destaque a Cascavel, Assis e Beltrão, estão com lotação quase máxima. A taxa de ocupação de leitos geral é de 76,7%.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Nesta semana, a Capital do Oeste foi considerada o epicentro do novo coronavírus, o que tem mobilizado toda a região.

PREOCUPAÇÃO
Com o aumento de casos principalmente no Oeste, a Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) por videoconferência realizou reunião com prefeitos e discutiram o agravamento da doença.

De acordo com a Associação, uma comissão irá a Curitiba nos próximos dias para discutir junto ao Estado, medidas de enfrentamento.

COVID-19
Cascavel e Toledo seguem em ritmo acelerado no aumento da doença.

A cidade vizinha, Toledo, já registrou seis mortes pelo vírus e até sexta-feira (19) contabilizou 580 confirmações, sendo que somente 67 pessoas estão recuperadas.

Já Cascavel, com dados atualizados neste sábado (20), tem 1.828 confirmados, 1.219 recuperados, 24 em leitos de UTI, 15 em leitos de enfermaria e 540 em isolamento domiciliar.

O número de pacientes ativos com o vírus, é de 579. Além disso, chegou ao 30° óbito em decorrência da Covid-19.

Portal Guaíra com informações da Catve