Nas últimas semanas, em virtude da alta demanda no número de casos de pacientes com dengue, o Hospital Rondon (PR), passou a fazer o acolhimento e a triagem dos pacientes com suspeita de dengue, em uma unidade móvel da Humana Saúde instalado em frente ao hospital.

Como funciona o fluxo de atendimento?
Todos os pacientes que chegam ao Hospital Rondon com suspeita de dengue, passam por triagem de enfermagem na unidade móvel, onde é realizada a Classificação de Risco, que conforme orientação do Ministério da Saúde são classificadas entre A, B, C e D, sendo os grupos A e B considerados de baixo risco.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Após a triagem e atendimento médico, os pacientes classificados como baixo risco (A e B) são agendados para retorno no “Ambulatório de Dengue”, localizado no Centro de Especialidades do Sempre Vida, para darem continuidade ao acompanhamento do quadro clínico por médicos do grupo.

Com esta ação, o hospital pretende, além de reduzir o tempo de atendimento no Pronto Socorro, monitorar a evolução do quadro clínico de pacientes com diagnóstico de dengue e identificar possíveis agravos que necessitem de mudanças na conduta médica.

Devido à alta demanda dos últimos dias, o tempo de espera nos atendimentos, pode variar. O Hospital Rondon está sempre em busca de melhorias contínuas, visando a segurança de seus pacientes, qualidade e agilidade em seus atendimentos.

Portal Guaíra via Assessoria