O uso incorreto e a automedicação foi tema da Campanha pelo “Uso Racional de Medicamentos”, na segunda-feira (15), na Praça João XXIII, em frente à Unidade Central de Saúde.

O  secretário Leandro Danelon esteve presente e ressaltou a importância de evitar o uso de medicação por conta própria. “Às vezes uma automedicação pode até piorar a situação. A medida correta é tomar o remédio indicado pelos médicos. Essas recomendações são importantes, estão sendo feitas por profissionais da saúde e todos precisam ficar atentos”, recomendou.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O secretário aproveitou a oportunidade e abriu espaço para ouvir sugestões da população para melhorias no atendimento.

Os profissionais que estavam atuando na campanha esclareceram para a população através de folders e panfletos. Além das orientações sobre medicamentos, o correto descarte e o cuidado com a automedicação, foram realizados exames de glicemia, aferição de pressão e exame de tipo sanguíneo.

uso-medicamentos-01

O evento contou com a parceria do Ciscopar e da Unipar.

O que pode acontecer se o paciente tomar medicamento sem prescrição médica

Antibióticos – resistência bacteriana, que pode tornar mais complicado outros tratamentos.
Vitamina C – distúrbios gastrointestinais, cálculo renal.
Vitamina A – distúrbios neurológicos, hipertensão craniana.
Analgésicos – lesão no estômago, sangramentos, hemorragias internas, em caso de dengue.

Recomendações para o uso racional e seguro de medicamentos

– Todo medicamento deve ter um registro do Ministério da Saúde. Caso não tenha, deve ser levado ao serviço local de vigilância sanitária.
– Não utilize medicamentos vencidos, nem embalagens velhas.
– Cápsulas não devem ser abertas. Comprimidos não devem ser partidos, apenas se o médico recomendar.
– Obedecer sempre os horários para ingestão indicados pelo médico na receita. A bula também indica a quantidade, quantas vezes ao dia e por quanto tempo deve ser utilizado.
– Não tirar os medicamentos da caixa e sempre guardar as bulas.
– Os medicamentos devem ser guardados longe da luz, umidade e do calor. Respeitar a temperatura de armazenamento.
– Caso verifique algum efeito adverso, deixe de tomar e relate ao profissional que lhe recomendou. Se possível relate o efeito adverso a um serviço de Farmacovigilância.

uso-medicamentos-02

uso-medicamentos-08

uso-medicamentos-07

uso-medicamentos-06

uso-medicamentos-05

uso-medicamentos-04

uso-medicamentos-03

Fonte: Assessoria