O município de Toledo, no Oeste do Estado, já vacinou, até a manhã desta segunda-feira (30), 7.236 adolescentes de 12 a 17 anos com a primeira dose do imunizante da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19. De acordo com a secretaria municipal da Saúde, o número representa 63,2% da população de 11.438 pessoas nesta faixa etária, segundo a estimativa do Ministério da Saúde.

A vacinação deste público iniciou na última sexta-feira (27) e faz parte do estudo observacional da farmacêutica norte-americana Pfizer que pretende analisar como o vírus Sars-CoV-2 se comporta após a imunização de toda a população acima de 12 anos. A cidade é a única no País a receber a pesquisa, e conta com a participação da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Para isso, o Ministério da Saúde enviou 35.173 doses adicionais do imunizante, destinadas exclusivamente para Toledo, para completar a aplicação da primeira dose na população adulta, acima de 18 anos, e também imunizar os adolescentes.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, comemorou a marca de imunizados. “Ficamos felizes com esta ação de Toledo na adesão da vacina para adolescentes. Tão logo seja criado um escudo imunológico contra a doença, mais vidas estarão sendo salvas”, disse.

TOLEDO – O prefeito Beto Lunitti falou sobre a importância deste estudo na cidade e destacou o cumprimento rigoroso do Plano Nacional de Imunizações e também das determinações da Secretaria de Estado da Saúde, sendo um município transparente em todas as ações. “Propiciar um território 100% imunizado para que haja a avaliação do comportamento da doença e do seu vírus é uma conquista importante para o Brasil, para o Paraná e também para o município de Toledo”, afirmou.

A cidade vacinou na sexta-feira (27) pessoas de 17 e 18 anos; no sábado (28), de 15 e 16 anos; no domingo, de 13 e 14 anos; e nesta segunda-feira (30) de 12 anos ou mais. O horário de atendimento foi estendido e os quatro postos de vacinação funcionam das 8h às 23h.

“Esta vacinação é um pacto coletivo de saúde. Quanto mais pessoas vacinadas na comunidade, menos o vírus circula, a proteção é maior para todos os habitantes e diminuem as chances da circulação de variantes”, ressaltou a secretária municipal de Saúde, Gabriela Kucharski.

POPULAÇÃO ADULTA – A estimativa do Ministério da Saúde é que Toledo tenha 110.052 pessoas acima de 18 anos. Destas, 102.850 receberam a primeira dose (D1) ou dose única (DU), chegando a 93,4% da população vacinada com pelo menos uma dose nesta faixa etária.

O médico e responsável pela direção-geral da Secretaria municipal de Saúde de Toledo, Fernando Pedrotti, explicou que nos próximos dias haverá vacinação no interior, onde vivem cerca de 9% da população do município. “Ainda nesta semana vamos iniciar a vacinação no interior para chegar até essa população que fica mais afastada e atingirmos se não os 100%, mas chegar bem perto disso”, afirmou.

Ainda segundo ele, após o início da vacinação dos adolescentes, a pasta municipal observou aumento na procura de vacina por adultos. “Percebemos um aumento expressivo de pessoas com mais de 21 anos que ainda não haviam procurado a vacina, buscando a imunização nestes últimos dias. Acreditamos que a estratégia de imunização em larga escala tenha auxiliado no senso coletivo”, completou.

Portal Guaíra com informações da AEN