O paratleta Israel Cruz Jackson de Barros
O paratleta Israel Cruz Jackson de Barros

A organização da Corrida de São Silvestre anunciou somente no fim da tarde de segunda (31) a morte de um competidor durante a prova realizada nesta manhã na capital paulista. Israel Cruz Jackson de Barros competia na categoria cadeirante e faleceu depois de perder o controle da sua cadeira de rodas e se chocar com um muro.

Em nota oficial, o Comitê Organizador da São Silvestre afirma que Israel, segundo outros participantes, teria perdido o controle de sua cadeira na descida da rua Major Natanael sofrendo uma queda muito forte e se chocando de frente com o muro do complexo do Estádio do Pacaembu.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ainda segundo a organização, o cadeirante foi “prontamente atendido pela equipe médica do evento, que estava próximo ao local” e levado à Santa Casa de São Paulo ainda consciente, às 7h35. Ali, foi atendido pela equipe do hospital, mas não resistiu em razão da gravidade dos ferimentos e faleceu às 8h50.

Os organizadores da Corrida destacaram que a inscrição de Israel para o evento passou pelo crivo da ADD – Associação Desportiva para Deficientes. “O Comitê Organizador está acompanhando o caso juntamente com a ADD para atendimento à família do competidor, uma vez que o mesmo não residia na Capital”, termina a nota.

Israel, de acordo com seu blog pessoal, teve amputada a perna esquerda em 1985, depois que o guidão de uma bicicleta perfurou sua coxa. “Comecei no basquete em cadeira de rodas da ADF, no Pará. Aos 23 anos de idade comecei a participar de outra modalidade, o atletismo na cadeira de rodas, foi aonde me destaquei, ganhando vários títulos nacionais e internacionais”, escreveu ele em seu blog.

O cadeirante tinha no currículo a vitória nesta categoria na Volta da Pampulha do ano passado e, ainda segundo seu blog, competia com uma cadeira de liga leve de alumínio de cerca de 7kg. Seu sonho era disputar uma Paralimpíada.

Fonte: Agência Estado