(Imagem Arquivo/PG)
ad

O vice-prefeito Valberto Paixão da Silva (Beto da Salamanca) esteve ontem (13) em Salto del Guairá representando o prefeito Heraldo Trento numa reunião com o intendente (prefeito) de Salto, o médico Carlos Haitter.

O objetivo do encontro, que contou também com a ilustre presença do prefeito de Mundo Novo, Valdomiro Sobrinho, foi reiterar e protocolar formalmente o pedido de isenção da taxa de estacionamento em vigência na vizinha cidade paraguaia.

As tratativas para fazer um acordo entre as cidades coirmãs foram iniciadas no ano passado, depois das vitórias confirmadas de Heraldo Trento e Valdomiro Sobrinho.

O prefeito Haitter antecipou que fará um decreto municipal liberando as placas de Guaíra e Mundo Novo. O decreto, segundo ele, deve entrar em vigência no dia 01º de março.

[quote bcolor=”#81d742″]”Acho que as solicitações de Guaíra e Mundo Novo são válidas tendo em vista as relações históricas entre os municípios”, afirmou Haitter.[/quote]

O prefeito Heraldo Trento entende que a proposta beneficia a tríplice fronteira.

[quote bcolor=”#1e73be”]”A nossa integração com o Paraguai é histórica e é economicamente e culturalmente importante. Como temos essa relação mais umbilical, temos que ter essa liberdade. Mesmo porque temos muitos guairenses e mundonovenses que trabalham em Salto e, portanto, estão lá diariamente. Entendo que a medida irá estimular ainda mais o saudável trânsito na fronteira”, destacou.[/quote]

O vice-prefeito Valberto também elogiou a iniciativa do prefeito de Salto del Guairá.

[quote bcolor=”#dd9933″]”Recebemos essa boa notícia do prefeito de Salto, assumimos essa parceria e só temos a agradecer ao intendente”, declarou.[/quote]

Entenda

Desde o ano de 2010 está fundamentada uma lei municipal que permite a cobrança de taxa de estacionamento aos veículos com placas brasileiras. Esta lei é estendida também a veículos oriundos de outras cidades paraguaias.

Na ocasião em que a lei foi criada, abundavam guardadores de carros na cidade, sem controle municipal, e que muitas vezes ameaçavam danificar veículos caso não fosse paga uma taxa ilegal.

Num primeiro momento, o governo de Salto solicitou o apoio da polícia para coibir ações ilegais. Depois, diante do grande aumento do número de veículos e consequente necessidade de investimentos para dar conta do boom turístico, passou a cobrar as taxas para garantir investimentos na infraestrutura viária do município.

De lá para cá de fato houve muitas melhoras na infraestrutura urbana de Salto del Guairá, mas a taxa incomodava guairenses e mundonovenses que estão quase sempre acessando a fronteira.

Atualmente, em toda extensão da Avenida Paraguay e ruas adjacentes, cobradores uniformizados estão autorizados a emitir o boleto de cobrança.

O veículo poderá permanecer estacionado no mesmo lugar, ou ainda estacionar em outros lugares, com validade por um dia inteiro, ao custo de Gs 10.000, que corresponde aproximadamente a R$ 7,00, conforme variação cambial.

Portal Guaíra via Assessoria/Cone Sul em Foco


ad