ad

A BR-163, entre Cascavel e Barracão, no Sudoeste do Estado, é a sexta pior ligação rodoviária do Brasil. Levantamento realizado pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes) entre junho e julho de 2012 e divulgado no fim do ano passado aponta que, na classificação entre ótimo, bom, regular, ruim e péssimo, o trecho de aproximadamente 190 quilômetros se encaixa na penúltima escala na avaliação de aspectos do pavimento, da sinalização e da geometria da via.

Foram 95.707 quilômetros percorridos pela CNT, pelo Sest (Serviço Social do Transporte) e Senat (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), divididos em um ranking de 109 ligações rodoviárias. A pesquisa levou em conta a extensão formada por uma ou mais rodovias federais ou estaduais pavimentadas, com grande importância socioeconômica e volume significativo de veículos de carga e de passageiros, que interligam territórios de um ou mais estados. No ranking, a ligação rodoviária da BR-163 entre Cascavel e Barracão aparece na 104ª colocação.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------
CNT considerou pavimento, sinalização e geometria da via como ruins
CNT considerou pavimento, sinalização e geometria da via como ruins (FOTO: Aline Cristina)

Quando a pesquisa foi realizada, o principal problema da BR-163 eram os buracos na via. Há alguns meses, a pista recebeu melhorias do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), mas as ondulações também geram perigos. Nos trechos entre Cascavel e o distrito de Santa Maria, em Santa Tereza do Oeste, a pintura torta na pista deixa o problema ainda mais evidente.

Quem passa pelo trecho todos os dias lamenta o descaso. “Antes, quando era o DER (Departamento de Estradas de Rodagem), pelo menos vinham, mexiam, tapavam os buracos, consertavam o que precisava, mas agora isso não acontece mais com frequência”, contou recentemente à reportagem o comerciante José Nobre, dono de um estabelecimento às margens da rodovia em Santa Maria.

LICITAÇÃO

De acordo com o calendário do Dnit divulgado semana passada, a licitação para a recuperação da BR-163 será realizada na próxima sexta-feira (18) e faz parte da segunda etapa do Crema (Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovia), que tem duração de cinco anos. Nos dois primeiros anos, a empresa vencedora da licitação realiza serviços de recuperação mais intensos na rodovia, ao mesmo tempo em que faz a manutenção de todo trecho, passando, nos três anos seguintes, a realizar somente a continuidade dos serviços de manutenção. (Alan Medeiros)

PESQUISA

De acordo com o levantamento da CNT em todo País, dos 95.707 quilômetros avaliados, 33,4% foram considerados em situação regular; 20,3% são ruins e 9% são péssimos. Outros 27,4% estão em bom estado e 9,9% ótimos. Se comparados com os dados da pesquisa de 2011, houve piora na qualidade das estradas nacionais. Na penúltima pesquisa, 57,4% das rodovias no país foram classificadas como regulares, ruins ou péssimas, contra 62,7% de 2012.

Fonte: O Paraná