(Foto: Divulgação)

ad

[dropcap color=”#dd3333″]O[/dropcap] Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Nova Aurora, Oeste Paranaense, requereu a prisão preventiva e ofereceu denúncia criminal em face de professor da rede municipal acusado de assediar moral e sexualmente alunas do ensino fundamental.

O requerido está preso preventivamente desde o dia 12 de novembro, a pedido da Promotoria, que conduziu diretamente toda apuração dos fatos e segue com a investigação.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Sigilo – O professor foi denunciado pelos crimes previstos nos artigos 232 e 241-D do Estatuto da Criança e do Adolescente (submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento, e aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso) e no artigo 147 do Código Penal (ameaça).

Para que as vítimas sejam preservadas, o processo tramita sob sigilo.

Portal Guaíra com informações do MPPR