ad

[dropcap color=”#dd3333″]A[/dropcap]utoridades do Ministério Público concederam, na tarde de sexta-feira (29), esclarecimentos para imprensa no fórum de Cascavel a respeito da situação dos menores encontrados em outubro na casa de Maria Conceição Queiroz, suspeita de ter envolvimento com tráfico internacional de pessoas.

Na época os três menores, um garoto e duas meninas, que estavam na casa de Maria Paraguaia, foram acolhidos por autoridades do Brasil com o apoio da justiça paraguaia já que as três são nascidas no país vizinho e podem ter sido trazidas para o Brasil ilegalmente.

Conforme dito hoje, a polícia já confirmou que as crianças são de fato paraguaias e que as mesmas já foram devidamente identificadas. Sendo elas da mesma família inclusive. Os menores foram levados para o Paraguai e estão sob cuidado da justiça do Paraguai e serão reintegrados ao convívio familiar.

O menino que era tido como abandonado, é filho da adolescente de 17 anos, já a menina de 10 anos é prima do garoto. Todos foram encontrados em uma casa no Cascavel Velho.

Maria Paraguaia segue presa na delegacia de Corbélia. A promotoria não quis informar se a mulher possui parentesco com as crianças, mas garantiu que o possível parentesco está sendo investigado.

Portal Guaíra com informações da Tarobá News


CLINICA SALUTAR