ad

[dropcap color=”#dd3333″]O [/dropcap]Tribunal do Júri de Umuarama, no Noroeste paranaense, condenou na segunda-feira (22), por homicídio triplamente qualificado, homem acusado da morte da ex-namorada. A sentença fixou a pena de 17 anos de prisão em regime fechado.

O crime aconteceu na madrugada do dia 2 de fevereiro de 2017 quando o réu desferiu três facadas na ex-namorada no momento em que ela chegava em sua residência no Jardim Irene, na cidade de Umuarama.

Além do feminicídio (crime contra a mulher por razões da condição de sexo feminino), foram consideradas qualificadoras do crime o motivo fútil (não ter aceito o término do relacionamento) e por ter utilizado recurso que impossibilitou a defesa da vítima (o réu ficou escondido junto ao muro da casa esperando o retorno da ex-companheira).

Da pena, será descontado o período já cumprido pelo réu (1 ano e 8 meses), que se encontra atualmente preso.

Portal Guaíra com informações do MP-PR


ad