A Polícia Civil de Paranavaí encontrou na segunda-feira (2) o corpo de Manoel Ferreira da Rocha, de 73 anos, que estava desaparecido desde o último sábado (23), quando não foi mais visto na casa onde residia no Jardim Paulista.

O filho da vítima, um jovem de 21 anos, confessou ter matado o pai a marteladas e ter esquartejado e enterrado o corpo em um canavial em Nova Aliança do Ivaí, com a participação da namorada, uma adolescente de 14 anos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os dois fugiram para Curitiba, mas foram presos pela Polícia Civil e chegaram na segunda em Paranavaí. Conforme o delegado, Luiz Carlos Manica, o rapaz indicou o local onde havia enterrado o corpo do pai. Manoel foi encontrado esquartejado dentro de uma mala enterrada no canavial.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Paranavaí.

Ainda segundo a Polícia, foi solicitada a prisão temporária do jovem pelo prazo de 30 dias. Ele ficará preso na cadeia pública de Paranavaí, pois já tem vários antecedentes como incêndio, furto qualificado, corrupção de menores, uso de drogas e ameaça.

Ele estava em liberdade com monitoração de tornozeleira eletrônica.

Segundo o delegado, ele deverá responder pelo crime de Homicídio Qualificado e Ocultação de cadáver, cuja pena ultrapassa 30 anos de prisão.

A adolescente também deverá ser internada em um centro de socioeducação, conforme o estatuto da criança e do adolescente.

Portal Guaíra do Portal da Cidade de Paranavaí