(Foto: Sidney Trindade/RPC Cascavel)

A Câmara Municipal de Cascavel, no oeste do Paraná, aprovou na terça-feira (16) um projeto de lei que prevê multa de aproximadamente R$ 2,6 mil para quem furar a fila da vacinação contra a Covid-19 e aos profissionais que aplicarem a dose.

Conforme a lei, a penalização será aplicada ao morador que, de forma tendenciosa ou proposital, seja flagrado recebendo a vacina antes dos grupos prioritários ou de alguma maneira que contrarie as normas do plano de vacinação do Paraná.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O valor aproximado da multa atual considera como penalização 50 Unidades Fiscais do Município (UFM).

O profissional de saúde será multado caso seja comprovado que agiu de má-fé, conforme prevê emenda aprovada.

A multa ao profissional não descarta a possibilidade do servidor público sofrer processo administrativo disciplinar pela conduta.

As denúncias sobre “fura-filas” poderão ser feitas por qualquer pessoa pelo telefone 156, da ouvidoria da prefeitura.

Conforme o projeto de lei, a aplicação da multa caberá ao município por meio dos órgãos responsáveis.

A proposta é de autoria dos vereadores Cabral (PL) e Alécio Espínola (PSC). A votação em segundo turno foi realizada na terça-feira . Agora, cabe agora à prefeitura decidir se veta ou não a lei.

Caso o executivo concorde com a medida, deverá definir como será fiscalizada e de que forma serão autuadas as multas.

Coronavírus em Cascavel
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até esta terça-feira, Cascavel registrou 27.216 casos confirmados do novo coronavírus e 460 mortes pela Covid-19.

A cidade conta com 654 casos ativos da doença, e a taxa de ocupação nos leitos de UTI é de 98,91%, conforma a prefeitura.

Cascavel informou que, até quinta-feira (11), mais de 23,7 mil moradores foram imunizados com a primeira dose da vacina.

Portal Guaíra com informações do G1