No depoimento prestado em 24 de setembro à Procuradoria-Geral, Marcos Valério disse que dinheiro do esquema do mensalão foi usado para pagar a dupla sertaneja e publicitários.

Além de terem sido garotos-propaganda de Lula na campanha presidencial de 2002, Zezé Di Camargo e Luciano trabalharam em campanhas petistas em 2004.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A produtora que representa a dupla sertaneja refutou as afirmações de Valério. “A empresa nunca tratou as contratações realizadas pelo Partido dos Trabalhadores de forma diferenciada, ou seja, os serviços foram prestados e acordados respeitando os parâmetros de contratação aplicados em todas as outras contratações da dupla”, informou a produtora.