Obemdito
ad

[dropcap color=”#dd3333″]O[/dropcap] inquérito sobre o trágico acidente ocorrido no dia 31 de outubro de 2016, entre um ônibus da Prefeitura de Altônia e um caminhão a empresa Latco de Cruzeiro do Oeste, com saldo de 21 mortos, foi concluído pela Polícia Civil e arquivado pelo Ministério Público.

O acidente é mais uma cicatriz na sangrenta história da PR 323, a rodovia da morte. Os peritos da Polícia Civil concluíram que o motorista do caminhão invadiu a pista contrária e provocou o acidente.

O depoimento do motorista de uma Parati que seguia atrás do ônibus foi preponderante. Segundo ele, o ônibus trafegava entre 70 e 80 quilômetros por hora, quando foi atingido pelo caminhão.

Também de acordo com a investigação, a empresa Latco não teve responsabilidade sobre o acidente. Ficou comprovado que o motorista cumpria jornada de trabalho respeitando os períodos de descanso. Também não foram encontradas irregularidades quanto a documentação ou manutenção dos veículos.

De acordo com o Ministério Público, como o motorista do caminhão, que teria sido o causador do acidente, também morreu no mesmo episódio, a possibilidade de punição foi extinta. Desta forma, a investigação sobre o acidente foi arquivada.

A Latco enviou nota dizendo que está convicta da inocência do motorista. Segundo a empresa, esse entendimento está amparado em levantamentos técnicos feito por peritos contratados pela empresa, que divergem das conclusões apontadas no inquérito.

Missa
A tragédia com 21 mortos reforçou a luta pela duplicação da PR 323. Em memória dessas e de todas as vítimas da Rodovia da Morte, dos familiares enlutados e dos sobreviventes, a Diocese de Umuarama realizará no dia 1º de maio uma Santa Missa.

A celebração acontecerá a partir das 10h na margem da rodovia, no pátio do Posto 3 Cavalos – próximo da saída para Cruzeiro do Oeste.

Neste ano, além de rezar pelas almas das vítimas que perderam a vida na via, a missa será também será pelos sobreviventes e familiares enlutados. A Diocese de Umuarama apoia o movimento “Vítimas do Descaso”, comissão organizada em prol da duplicação da rodovia, que envolve a sociedade civil organizada de Umuarama, Cianorte e Maringá.

O movimento clama por providências urgentes junto ao governo estadual. Presidida por Sérgio Frederico, a comissão estará presente na celebração adesivando veículos, divulgando suas ações e oferecendo o suporte necessário.

A Diocese de Umuarama convida toda a comunidade para fazer parte da celebração.

Portal Guaíra com informações do Obemdito


CLINICA SALUTAR