A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) destacou em Plenário o programa Mais Médicos, que no início do próximo mês atingirá o número de 14 mil profissionais atendendo à população mais pobre, principalmente no interior, mas também nas capitais e nos grandes centros. Para a senadora, o programa do governo federal já é bem-sucedido.

Ela afirmou que o Brasil  sempre apresentou um grande déficit de profissionais de saúde, com 1,8 médicos para cada grupo de 100 mil habitantes, enquanto a Argentina tem 3,2 profissionais para cada 100 mil habitantes, o Uruguai, 3,7, Portugal, 3,9 e a Espanha, 4 médicos para 100 mil habitantes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Segundo Gleisi Hoffmann, que como ministra chefe da Casa Civil participou da estruturação e da execução do programa, os primeiros chamados para os profissionais brasileiros não supriram a demanda. Ela disse que a solução encontrada foi o governo trazer imediatamente médicos de Cuba, Espanha e Portugal. E, ao mesmo tempo, investir para que o Brasil forme, até 2026, mais 600 mil profissionais.

Gleisi Hoffmann disse que o Mais Médicos é o maior programa do mundo que oferece trabalhos de  profissionais da área de saúde à população. “E isso está fazendo uma diferença enorme na vida das pessoas. Nós temos depoimentos emocionantes, pessoas que choram, que dizem que nunca achavam que iriam ter um atendimento médico de qualidade”, declarou.

??????????????????

Paraná

Hoje, no Paraná, 772 médicos estão distribuídos em 306 municípios e comunidades indígenas, totalizando 2,6 milhões de pessoas atendidas pelo programa. E o Estado, segundo a senadora, ainda terá a oportunidade de receber mais setenta profissionais na quinta etapa do programa.

Gleisi citou outros investimentos realizados pelo Governo Federal no Paraná na área de Saúde como a construção de hospitais nos municípios de Toledo (Oeste) e Cornélio Procópio (Norte Pioneiro), além de seis sedes de consórcios regionais em Cascavel, Foz do Iguaçu, Pato Branco, Francisco Beltrão, Toledo e Laranjeiras. “Graças a esses investimentos e à participação dos profissionais do Programa Mais Médicos, que são financiados pela União, nós não estamos deixando a população do Paraná perecer”, destacou Gleisi, citando também os investimentos feitos pelo Governo da Presidenta Dilma em todo o país.

Hoje, no Brasil, 27 mil unidades básicas de saúde estão sendo ampliadas e reformadas e  seis mil novas unidades sendo construídas. “São R$ 5,2 bilhões investidos nesse programa. Somente para a estrutura de pronto-atendimento o Governo Federal está fazendo um investimento de R$ 1,1 bilhão. Mais de R$ 3,9 milhões em hospitais para atenção hospitalar e obras e equipamentos para o sistema hospitalar e 14 novos hospitais universitários, com investimentos de R$ 2 bilhões”, informou.

Fonte: Assessoria com Agência Senado