(Foto: Cláudio Klebne)

Já são três os partidos que “namoram” o ex-governador Roberto Requião (ex-MDB), para ganharem a filiação dele. O último convite partiu de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Nesta quinta-feira (05), Requião esteve em reunião com o ex-presidente em São Paulo. Também participaram do encontro a presidente do PT no Paraná, Gleisi Hoffmann, o deputado estadual Arilson Chirato (PT), e o deputado estadual Maurício Requião Filho, que ainda está no MDB, mas já anunciou que segue o pai em sua decisão de deixar a sigla.

Além do convite para ingressar no PT, os cinco também teriam conversado sobre a formulação de um plano de construção social para o Brasil. Mas Requião ainda não respondeu oficialmente ao convite. Porém há uma forte possibilidade do ex-governador se filiar ao PT, visto que em 2018 ele se posicionou contra a prisão de Lula, nas investigações da operação Lava Jato, e até subiu em palanque ao lado de petistas para apoiar o ex-presidente.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Outros partidos
Quem também está de olho no ex-governador é o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Na quarta-feira (04), Requião recebeu convite do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, para se filiar. Quem também esteve no encontro como PDT foi o líder do partido na Assembleia, deputado estadual Goura. O PDT tem intenção de lançar Ciro Gomes como candidato à presidência da República ano que vem.

Quem também teria flertado com Requião é o Partido Socialista Brasileiro (PSB). Todos têm interesse em chegar à chefia do executivo no Paraná, visto que Requião não esconde sua vontade de chegar de novo ao cargo.

Requião anunciou sua saída do MDB no último sábado (31), logo após perder a convenção que escolheu Anibelli Neto como presidente da legenda no Paraná. Requião é contra o apoio que o partido estuda dar à reeleição de Ratinho Júnior (PSD) ao governo estadual. O ex-governador era filiado ao MDB há 40 anos.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais